23 de outubro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Queiroz

Queiroz aceita assumir culpa no caso Coaf, mas impõe condição a Flávio

A informação foi divulgada neste domingo (27) pelo colunista Lauro Jardim, de “O Globo”

A- A+

Fabrício Queiroz, ex-assessor e ex-motorista do deputado estadual e senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), vai assumir a culpa de tudo no âmbito do caso Coaf, segundo informou o colunista Lauro Jardim na edição deste domingo (27) do jornal “O Globo”.

Neste sentido, o ex-assessor tentará livrar o filho do presidente Jair Bolsonaro de qualquer responsabilidade acerca de movimentações bancárias apontadas como suspeitas pelo órgão que controla atividades financeiras.

Jardim ressalta ainda que “não foi à toa” que o filho do presidente jogou um “pepino” na costas de Queiroz, na semana passada, quando divulgou uma nota informando que "A funcionária que aparece no relatório do Coaf foi contratada por indicação do ex-assessor Fabrício Queiroz".

Notícias ao Minuto

Mas Queiroz impôs a apenas uma condição a Flávio para assumir a responsabilidade. Ele não quer que sua mulher, sua filha e sua enteada sejam encrencadas com a Justiça.