22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Bernal escolherá líder da Câmara e descarta de vez Alex do PT:“Sua postura é de agressividade”

A- A+

Durante encontro entre o prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP) nesta sexta-feira (04), e o presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB) para formalizar a aprovação dos projetos aprovados em sessão da última quinta-feira (3), Bernal confirmou que pretende fazer uma reunião para definir um novo líder, já que agora o “clima” está mais ameno entre o Executivo e o Legislativo. 

Bernal disse que deve escolher na semana que vem nomes entre o vereador Cazuza (PP) e Luiza Ribeiro (PPS) para ser o líder na Câmara, porém descartou de vez qualquer possibilidade de ser Alex do PT, devido à incompatibilidade de ideias, segundo o próprio prefeito. “Ele não fará parte do meu Governo, sua postura é de agressividade, ele com certeza não será meu líder, respeito ele como parlamentar, acredito que ele está fazendo o seu papel, porém existe essa incompatibilidade, portanto ele não será meu líder. Já Cazuza é do partido, um parlamentar que com certeza pode nos ajudar muito na questão de projetos e a Luiza Ribeiro é um bom quadro, uma pessoa articulada, com certeza também pode nos ajudar nessa ponte”, confirma Bernal.

O vereador Cazuza, que estava presente no encontro, disse que está a disposição para ser o novo líder do prefeito. “Me coloco a disposição para ajudar, acredito que é uma função importante a ser cumprida, um voto de confiança do prefeito mas vamos aguardar o que será decidido, não está nada confirmado, vamos aguardar”, completou Cazuza. O MS Notícias tentou entrar em contato com o vereador Alex do PT, porém o parlamentar não atendeu as ligações até o fechamento desta matéria. 

Pautas
As matérias aprovadas que o presidente da Câmara, João Rocha (PSDB) somam R$ 2,55 bilhões em recursos que serão destinados ao Executivo Municipal. Na lista constam o Programa de Pagamento Incentivado (PPI), orçado em R$ 2 bilhões e 10 milhões, a isenção do Imposto Sobre Serviço de Qualquer Natureza (ISS), do transporte coletivo urbano, que receberá R$ 10 milhões em recursos e referente aos depósitos judiciais e ações judiciais, que apresenta um total de R$ 30 milhões.