15 de abril de 2021
Campo Grande 33º 19º

EMPRÉSTIMO | CIÊNCIA

Bolsonarista, dono de fábrica de cloroquina pegou R$ 153 milhões do BNDES

Além de distribuir cloroquina no SUS, o Ministério da Saúde incentivou a automedicação, por meio de um aplicativo e em campanha publicitária, e adotou um protocolo clínico, batizado de "tratamento precoce"

O presidente da Apsen Farmacêutica, Renato Spallicci, principal fabricante de hidroxicloroquina do Brasil, fechou dois contratos de empréstimo com o BNDES em 2020 no valor de R$ 153 milhões para investir em pesquisa e ampliação da produção da empresa. A reportagem é do Repórter Brasil.  

Spallicci, é antigo apoiador do presidente Jair Bolsonaro e, na pandemia, ganhou o ex-capitão como “garoto-propaganda”.

O primeiro acordo, assinado em fevereiro de 2020, prevê financiamento de até R$ 94,8 milhões para o “plano de investimentos em inovação” da companhia. Desse montante, o banco desembolsou R$ 20 milhões em março do ano passado que, afirma, não pode ser aplicado na fabricação de medicamentos já existentes — caso da hidroxicloroquina.

Já o segundo financiamento, de R$ 58,9 milhões, foi assinado em junho para “ampliar a capacidade produtiva e de embalagem no complexo industrial da Apsen, em São Paulo”. Os recursos aprovados nesse acordo ainda não foram liberados pelo BNDES.

As informações constam no site da instituição, que usa recursos públicos para oferecer empréstimos com juros abaixo dos praticados pelo mercado.

Bolsonaro defende o medicamento para tratar a Covid-19, mesmo sem haver eficácia comprovada. Não é novidade que o presidente exibe a caixinha de hidroxicloroquina da empresa em diversas ocasiões.

A empresa afirmou que não usou o financiamento público na fabricação do remédio, mas que pediu os empréstimos para investir em projetos de “expansão da empresa e linhas de produtos”.

A Apsen disse que os investimentos já estavam previstos antes da pandemia, informação confirmada pelo BNDES. Os pedidos foram feitos em 2019, mas os contratos assinados em 2020.

A empresa admite, contudo, que a crise de saúde acelerou os investimentos. “O foco da Apsen em 2020 foi entender a conjuntura econômica e rever o tempo em que os investimentos seriam executados. Alguns projetos do nosso planejamento estratégico foram antecipados e outros, postergados”, disse a empresa à Repórter Brasil.

Além de distribuir cloroquina no SUS, o Ministério da Saúde incentivou a automedicação, por meio de um aplicativo e em campanha publicitária, e adotou um protocolo clínico, batizado de “tratamento precoce”, que recomenda a droga no estágio inicial da doença.

Em Nota oficial a empresa do bolsonarista respondeu a reportagem: 

Em referência à reportagem publicada pelos jornais Folha de S. Paulo e Repórter Brasil, a Apsen Farmacêutica esclarece que a solicitação ao BNDES foi protocolada em 27 de junho de 2019 e a data de contratação do empréstimo foi em 10 de fevereiro de 2020. Ou seja, antes da pandemia.

A Apsen solicitou novas captações ao BNDES, dentro de todas as leis vigentes, visando projetos de expansão da área de Pesquisa e Desenvolvimento de novos produtos e da área Industrial, com o objetivo de preparar as áreas produtivas para suportar o plano estratégico de lançamentos dos próximos anos.

A companhia produz Reuquinol – produto à base de hidroxicloroquina – há 18 anos, com foco no tratamento de pacientes crônicos com lúpus e artrite reumatoide. E acompanhou de perto estudos que, inicialmente, indicavam que a hidroxicloroquina poderia ser uma opção para o tratamento da COVID-19. Contudo, com base nas evidências científicas atuais, a Apsen recomenda a utilização da hidroxicloroquina apenas nas indicações previstas em bula, as quais são aprovadas pela Anvisa. E reitera que não há aprovação de nenhum órgão regulador da saúde para utilização no tratamento da COVID-19 e nem da OMS.

A Apsen é uma empresa apartidária e, desta forma, reitera que nem a companhia e nem o presidente, Renato Spallicci, financiam candidatos ou partidos políticos. E desenvolve um trabalho pautado pela ciência, ética e transparência com objetivo único de assegurar o melhor tratamento aos pacientes.

Apesar do que afirma a nota, na sua rede social o presidente da empresa fez campanha para Jair Bolsonaro, como mostra as imagens da galeria (no início da reportagem). 

Fórum da Capital promove live musical online em homenagem às mulheres
Polícia
há 44 minutos

Fórum da Capital promove live musical online em homenagem às mulheres

Vítimas de violência podem buscar ajuda com um X vermelho na mão
Polícia
há 44 minutos

Vítimas de violência podem buscar ajuda com um X vermelho na mão

Estudo da UNB investiga cepas do novo coronavírus encontradas no DF
Variedades
há 2 horas

Estudo da UNB investiga cepas do novo coronavírus encontradas no DF

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 40 milhões
Política
há 2 horas

Mega-Sena acumula e próximo concurso deve pagar R$ 40 milhões

Senado: partidos indicam membros para CPI da Covid-19
Política
há 2 horas

Senado: partidos indicam membros para CPI da Covid-19

Policial que matou negro após abordagem de trânsito é presa
Variedades
há 3 horas

Policial que matou negro após abordagem de trânsito é presa