27 de setembro de 2021
Campo Grande 34º 22º

PROCURADO PELA INTERPOL

Vídeo: foragido da Justiça, Zé Trovão volta a convocar paralisação de caminhoneiros

Bolsonarista é desmentido até por caminhoneiros que dizem que o tal "Zé Trovão" não os representa

A- A+

O caminhoneiro e youtuber Marcos Antônio Pereira Gomes, vulgo 'Zé Trovão', foragido da Justiça Brasileira desde 3 de setembro voltou a convocar nesta quarta (8.set) paralisação de caminhoneiros em todo o Brasil. A figura é um fanático por Jair Bolsonaro e após fazer ameaças à ministros da Suprema Corte também protagonizou em vídeo pedidos de impeachment para os 11 ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), a motivação, seria que ele não pode falar tudo o que pensa sem ser responsabilizado.  

Trovão está foragido, após o ministro Alexandre de Moraes pedir a prisão dele por atacar as instituições democráticas. 

O caminhoneiro já foi desmentido pela categoria de Caminhoneiros Autônomos a qual ele vinha dizendo que representava. Os caminhoneiros, porém, dizem que a pauta de Trovão é politiqueira em favor de Jair Bolsonaro e também apontam que ele não representa os caminhoneiros autônomos.  

Em vídeo postado nas redes, Trovão disse nesta quarta (8.set) que os Caminhoneiros e a população devem fazer paralisação quando entrar a madrugada de amanhã dia (9.set), segundo o comunicado, as rodovias de todo país ficarão interditadas para veículos, exceto ambulâncias, veículos com medicamentos e oxigênio.

“Nos precisamos resolver o problema do Brasil esta semana, e vamos trancar tudo não passa ninguém nas barreiras só vai passar medicamentos, oxigênio e ambulâncias”, afirmou Trovão. Veja o vídeo:

Grupos que representam verdadeiramente a categoria de transporte terrestre feita por caminhoneiros prometem ir no próximo dia 18 de setembro à Brasília (DF), mas descartam que a ação tenha relações com políticos. "Vamos organizar uma paralisação cobrando nossos direitos, não tem nada a ver com Bolsonaro, ou contra político a ou b. Nossa luta é pela nossa dignidade de trabalho", diz uma liderança conhecida como Marcelinho. 

Marcelinho também foi um dos que em vídeo disse que "tal de Zé Trovão", não representa a categoria e nem é conhecido pelas lideranças organizadas.