27 de setembro de 2021
Campo Grande 34º 22º

'TICKET TO RIDE'

"2, 3, 4, 5, meia, 7, 8": Passagem não dá o maior barato, apesar do preço

A- A+

Prato cheio para os apreciadores da “djamba” na Cidade Morena ficarem de trocadilho com o preço, subiu mais uma vez e o valor agora, para passar calor e sentir buraco, é “o horário da marola”. Quando o próximo despertador tocar, é dia de sair com duas de dois e duas de dez no bolso, que já está decretado.

Por trás da cortina, quem dirige tudo o que é relacionado à frota, também foi pego “calça curta” e, agora, vem falar que não considera e que o ajuste não é o ideal. Mas, ironicamente, quem tem nome de índio valente ainda tenta na justiça incluir o imposto que é acrescentado à serviço de qualquer natureza.

Já não está com frota inteira pelo pavimento, e nem vem dizer que é possível controlar quem passa catraca, nem quantidade de cabeças que estão dentro da lata. Não dá. Mas no passado não era por 20 e agora não vai ser por 10 que a mudança virá.