18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Ah, Justiça, me engana que eu gosto...

Prisão preventiva para corruptores e liberdade aos corrompidos, é imaginar sempre que a venda a tapar os olhos da deusa está enviesada, lhe permite alguma visão e nenhuma imparcialidade.

Não, a Justiça sempre esteve longe da população e mais afeita a teses e livros. Nas teses, o mundo é perfeito. Se analisarmos Adam Smith, filósofo e economista britânico e considerado o mais importante teórico do liberalismo econômico, o Capitalismo seria a sociedade perfeita; se buscarmos Karl Marx, economista, filósofo, historiador, teórico político e jornalista, o mundo ideal seria comunista...

O mundo não é teoria, é prática.

Pensar numa briga de vaidades entre economistas é pensar na disputa que vem sendo travada entre ‘setores’ da Justiça.

O povo não entende “essa” Justiça e a briguinha é considerada “termos que não posso usar”. O que se espera é determinação jurídica. Fez pagou, Como acontece com nós, plebe ignara, putas, pretos e pobres, passives de prisão, enquanto os poderosos...