20 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 21º

TEIA CRIMINOSA

Os porcos da vez: Lavagem, corrupção e organização criminosa

Houve tentativa de livrar o pecuarista campo-grandense, que não deu certo. Agora carrega a plaquinha de "o poderoso chefão" de outros 23 que davam a mão no que se diz respeito à corrupção, além do desempenho apagado durante o ano que passou. 

Por corromperem todos são porcos e o chiqueiro está escancarado, mas o paizão está envolvido em todas, de corrupção à organização criminosa até chegar na lavagem. Tá cada vez mais difícil para a aranha dizer que não é dona da teia