08 de maio de 2021
Campo Grande 26º 13º

HOMICÍDIO | RIO VERDE DE MATO GROSSO

Ângelo é procurado por atropelar e matar atual da ex e deixar criança de 2 meses em estado grave

Neném está sedada na Santa Casa de Campo Grande; crime aconteceu em Rio Verde de Mato Grosso

A- A+

Ângelo Maria Felix, de 51 anos, conhecido como "lamparina" é procurado desde o dia (13.abril.21), acusado de atropelar e matar Wagner da Silva de Assis, de 30 anos, em Rio Verde de Mato Grosso, no interior de Mato Grosso do Sul. A vítima era atual esposo da ex-companheira de Ângelo. O suspeito também atingiu uma neném de 1 mês e 28 dias.  

No depoimento, a mulher de 36 anos, disse que estava separada de Ângelo há 3 anos. No entanto, o suspeito ia à cidade com frequência e fazia ameaças, dizendo que não iria aceitar "nenhum outro homem entrar na casa" a qual ela é dona.  

A mulher teria ignorado e seguido a vida, tendo se envolvido com o atual namoro, de quem ficou grávida. O casal teve uma filha, que está com quase 2 meses.  

Porém, Ângelo, na tarde do dia do crime, teria visto a ex andando na rua e levando o carrinho de bebê, na companhia do atual. Nesse momento, então, ele procedeu o ato criminoso.  

Conforme os investigadores, Wagner foi atingido pelo Uno conduzido por Ângelo, na Rua Rio Grande do Sul, no Bairro Nova Rio Verde. O veículo atingiu também o carrinho da neném. 

Wagner foi socorrido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A bebê L.G.S foi arremessada do carrinho e rolou pelo asfalto. Ela teve traumatismo craniano e devido aos ferimentos foi transferida à Santa Casa de Campo Grande. Segundo o hospital, nesta quinta-feira (15. abril) a criança segue internada na emergência pediátrica em estado grave e sedada, aos cuidados da equipe da neurologia.

A mulher não teve ferimentos pois estava sob a calçada e não foi atingida, porém, ela ficou em estado de choque, sendo levado ao médico psicólogo. 

Após o atropelamento, o homem fugiu para uma propriedade rural onde trabalha na região da Colônia Paredes. Na fazenda, que fica a 3 km do local do crime, na BR-163, a polícia apreendeu uma espingarda calibre 22, encontrou o carro abandonado próximo à sede da fazenda, mas o homem não foi localizado. Parentes do suspeito disseram que não o viram e não perceberam que ele havia deixado o carro no local durante a noite. 

"Lamparina", já teve a prisão preventiva decretada pela Justiça e deve responder pelos crimes de tentativa de feminicídio, homicídio doloso qualificado por motivo torpe, tentativa de homicídio com aumento de pena, em razão da idade da vítima, e posse irregular de arma de fogo.

A Polícia Civil divulgou no perfil da delegacia em rede social, uma foto de câmeras de segurança do veículo utilizado pelo homem de 51 anos para atropelar as vítimas.

Qualquer denúncia que possa levar a polícia a localizar o veículo e o suspeito pode ser feita através do 190 da Polícia Militar ou ainda através do (67) 3292-1528.