24 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

FEMINICÍDIO | SONORA (MS)

Lais é espancada e enterrada em fossa de 2 metros no interior de MS; marido é preso

O homem é dono de uma academia na cidade e tem um filho com a vítima

A- A+

O corpo de Lais de Jesus Cruz, de 29 anos, foi desenterrado nesta quarta-feira (4.ago.21) de uma fossa na residência onde ela morava, na Rua Dolores Terezinha Milani, no Bairro Flávio Derzi, em Sonora (MS). O suspeito de ter matado a jovem é o marido, Pablo Santrin, de 35 anos que foi preso, assumiu ter espancado a jovem, mas negou ter a matado, alegou ter apenas ocultado o cadáver. 

Segundo apurado pelo MS Notícias, a jovem estava desaparecida desde a segunda-feira (2.ago). O marido chegou a tentar forjar que a jovem tivesse ido embora de Sonora. Ele fez um post usando o celular da vítima com os dizeres: “Odeio quando me tratam como criança. Para trabalhar preciso de permissão, para parar também. Chega!! Tchau Sonora. Aqui não volto nunca mais. Vou fica off das redes sociais por um tempo. Longo tempo”, escreveu ele em post realizado ontem, há 23h da morte de Lais, segundo a polícia. 

De acordo com o delegado Murilo Jorge Vaz Silva, o homem nega que matou Lais, apenas disse que eles brigaram e logo depois ao ir até o quarto encontrou a jovem morta, diante disso, o homem teria decidido ocultar o cadáver, segundo a versão do suspeito à polícia. 

O homem é dono de uma academia na cidade e tem um filho com a vítima, a criança tem 2 anos.   

O delegado disse, que após ser comunicado o desaparecimento de Lais, a polícia foi até a casa, onde Pablo ficou nervoso. A casa cheirava água sanitária e havia a terra fofa no quintal, ao escavar, antes mesmo de a polícia encontrar o corpo, o empresário assumiu ter enterrado a esposa. 

Preso, o suspeito disse que enterrou o corpo com medo de a família não acreditar que a mulher tenha cometido suicídio, apesar de ele afirmar que agrediu ela pouco antes. 

Perícia e equipes policiais estão no local onde o corpo foi encontrado e aguardam a chegada da funerária para desenterrá-lo totalmente.