04 de julho de 2022
Campo Grande 31º 23º

POLÊMICA

Mendigo espancado por personal é convidado por 4 partidos a se candidatar a Deputado

Givaldo Alves é sondado para disputar vaga na Câmara Federal ou como deputado distrital do DF

A- A+

O morador de rua Givaldo Alves, de 48 anos, que foi espancado pelo personal trainer Eduardo Alves, em Planaltina, após ser flagrado tendo relações sexuais com a mulher dele, recebeu convites para sair candidato a deputado federal ou distrital. Ao todo, quatro partidos já tentam fazer contato com o Givaldo para cooptá-lo aos quadros de filiados. 

A ideia das legendas é lançá-lo para conseguir uma cadeira na Câmara dos Deputados ou na Câmara Legislativa do Distrito Federal (CLDF), já nas eleições deste ano. Os convites têm ocorrido depois que ele concedeu uma entrevista contando detalhes sobre o caso, que teve repercussão nacional.

Aos entrevistados, Givaldo reforçou o depoimento dado à polícia de que a relação com a esposa do personal foi consensual, partindo dela o convite para entrar no veículo. “Eu andava pela rua e ouvi um grito: ‘Moço, moço’. Olhei para trás e só tinha eu. E ela confirmou comigo dizendo: ‘Quer namorar comigo?’”, contou. A mulher também teria dito ao marido que o relacionamento foi consensual. O personal, por outro lado, alega que a esposa enfrenta problemas psicológicos.