29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

CORONAVÍRUS

Cidades no interior de MS disparam em casos da Covid-19; 1.023 infectados

Até às 10 horas desta 2ªfeira (25.maio), 99 novas confirmações da doença

Mato Grosso do Sul bateu recorde no registro de novos casos de coronavírus (Covid-19) em 24h. Até às 10 horas desta 2ªfeira (25.maio), 99 novas confirmações da doença, segundo o secretário de Saúde do Estado, Geraldo Resende. A informação é da Secretaria de Saúde de MS (SES). O Estado já ultrapassa os mil casos e vai a 1.023 positivos.

A desobediência e pouca adesão ao isolamento por parte dos sul-mato-grossense, pode levar o estado de sair de um com menos infectados e mortes, para um imprevisível cenário, avalia a SES. 

O Boletim epidemiológico aponta 1.023 casos da Covid-19, contra 924 registrados até ontem. O maior crescimento ocorreu em Dourados, segunda maior cidade do Estado, que passou de 127 para 152 pacientes com coronavírus. Dois focos preocupam no município, o frigorífico da JBS, que emprega 4,3 mil trabalhadores, e a reserva indígena, onde vivem 12 mil indígenas. São um total de 17 óbitos já registrados no Estado. 

Geraldo Resende, diz que a situação do sudoeste do estado, onde está inserida Guia Lopes da Laguna, preocupa muito. Juntas, cinco cidades da região: Bonito, Jardim, Bela Vista, Porto Murtinho e a própria Guia Lopes da Laguna, tem 245 casos, o que representa 24% dos 1.023 do estado.

“Guia Lopes da Laguna tem a maior incidência do estado e ontem tinha a sétima maior do país. Com os casos de hoje deve este os cinco com a maior incidência, chegando a incidência de 1.894,4. Deveremos tomar medidas mais duras, como até mesmo um lockdown não somente em Guia Lopes da Laguna, mas em outros municípios da região também”, antecipou, completando que a medida será discutida com os prefeitos da região.

O vídeo completo com informações sobre o comportamento do coronavírus em Mato Grosso do Sul pode ser conferido no Facebook do Governo do Estado AQUI. 

Já o boletim epidemiológico desta 3ªfeira (25.maio) pode ser conferido AQUI. 

LIVE 

Diante da pandemia do novo coronavírus e da frequente necessidade de utilizar a informação como ferramenta de saúde, o Governo do Estado adotou o formato de entrevistas coletivas online transmitidas pelas redes sociais para informar jornalistas e sociedade sobre a situação da doença no Estado, evitando assim a propagação de fake news.