22 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

Pastor

Mesmo com vídeos gravados, pastor se recusa a assumir crimes

Ele aparece em um vídeo dizendo que ia se matar após ser traído pela esposa

O pastor Jesus Dalnivo Coelho, 40 anos, prestou depoimento na Deam (Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher), e disse que não transmitiu as agressões contra a esposa, Sandra de Jesus, ao vivo pelo Facebook.

A imprensa do Mato Grosso do Sul publicou diversos vídeos em que o pastor aparece com uma faca na mão e mesmo assim, ele nega que tenha feito a mulher como refém. O caso aconteceu na tarde de ontem (12), em uma residência na Rua Cláudia, no bairro Giocondo Orsi, em Campo Grande.

Jesus disse que não ameaçou a vítima com uma tesoura e disse que teria descoberto uma traição da esposa. Ele afirma que tentou ir embora e que Sandra trancou a porta, pegou a tesoura e começou a fazer ameaças.

Confrontando o depoimento de Jesus, um amigo dele de 46 anos, que teria dormido na casa do casal, acompanhado da esposa, disse que foi mandado embora da casa. Ele afirma que o pastor se trancou no quarto, mandou o casal embora e disse que ia matar a vítima no local.