02 de dezembro de 2021
Campo Grande 31º 21º

FOLGADO

"Deixa o homem descansar": e trabalhe, de uma vez por todas, ora bolas

A- A+

Tá difícil, né? Justo pra você nessa vida em que escolhe entre ser "o homem que trabalha" ou o "homem que aparece". Pobre coitado, só tem casa onde passa rota que tem a ver com oceano. Disso todo mundo sabe e não vira comentar agora. A da vez é que o subordinado, o homem que trabalha, vai esticar um pouco mais a lomba na sombra.

No ninho em que caem os cabelos brancos, teve passarinho que foi forçado a voltar; aqueles que as férias já acabaram; quem voltou só para pular fora e também quem nem sequer parou, já que tem morte pelas ruas.

Há tempos decidiu-se que a cara de quem faz mesmo mudou. Se já tinha um “pastão”, recebeu mais oito sub nas costas, enquanto o vampirão agropecuarista campo-grandense afasta-se nas sombras. No fim, nem se lembram de você, dito cujo, mas se vai limpar a migalha do colo, deixe ao menos o homem descansar.