06 de maio de 2021
Campo Grande 25º 16º

BARBÁRIE | NOVA ALVORADA DO SUL

Homem confessa: estuprou e espancou Aliane em matagal, antes de carbonizar o corpo

Suspeito de 48 anos, confessou o crime e teve a prisão preventiva decretada ontem (21. abril)

A- A+

Aliana Dias dos Santos, de 41 anos, antes de morrer numa mata próxima a um canavial e ser carbonizada na tarde de 19 de abril em Nova Alvorada do Sul, também foi espancada e estuprada por uma dupla de criminosos. Um deles confessou o crime nesta 4ª-feira (21. abril), que matou ela com socos, estrangulamentos e a golpes de macaco hidráulico na cabeça.

Segundo a polícia, o corpo apresentava fratura em vários ossos, dificultando a identificação, que só ocorreu após exame papiloscópico.  A vítima teria ido ao local com indivíduos para consumir drogas em troca de que ela fizesse sexo com eles, mas após usar a droga ela teria se negado a fazer o pagamento, segundo o autor. 

O suspeito de 48 anos, confessou o crime e teve a prisão preventiva decretada ontem (21. abril), pelo juiz Jessé Cruciol Júnior. 

A vítima estava desaparecida desde o sábado (17. abril). A polícia diz que testemunhas que eram sempre vistas na companhia de Aliana revelaram que o autor do crime havia saído com ela, voltando mais tarde e confessando que a havia matado.   

De acordo com o autor, o estupro ocorreu enquanto a vítima agonizava e teria sido praticado pelo outro suspeito. O homem, no entanto, disse não saber sobre o fogo colocado no corpo da vítima, ele disse que a culpa do incêndio seria do outro envolvido.

O caso segue sob investigação da delegacia de Polícia Civil do município que faz buscas para prender o outro acusado.