30 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 24º

Carne de gado

Produção de carne de gado deve aumentar 2,5%

A produção brasileira de carne bovina deve aumentar 2,5% em 2020, quando comparada com o ano anterior, segundo informações divulgadas pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (Abiec) citando estudo encomendado à Athenagro Consultoria.

Segundo portal especializado da CarneTec Brasil, esse número seria suficiente para garantir o abastecimento do país e exportações.

"Em 2020, a produção está garantida para o consumidor brasileiro", disse o presidente da Abiec, Antônio Jorge Camardelli, em nota publicada na sexta-feira (27).

"A disponibilidade per capita para o consumidor mundial recuará 3,8%.

Já no Brasil, o setor será capaz de aumentar a produção para exportar e manter o consumo per capita do brasileiro", completa a Abiec.

Nesse cenário, o estudo aponta que a quantidade de carnes disponíveis por habitante no Brasil será de 99,5 quilos (kg) em 2020.

"Já a oferta global de carnes por pessoa deve ficar em 38,1 kg e o consumo global de proteínas animais – considerando carnes bovina, suína e de frango – deve ter queda de 2,7% neste ano", indica o portal.

"A entidade afirma que o setor produtivo brasileiro tem sido capaz de elevar a produção com a mesma base de rebanho.

O estudo da Athenagro também estima uma queda de 10% na produção de carne bovina da Austrália em 2020", informa.

De acordo com o presidente do Sindicato das Indústrias de Frigoríficos de Mato Grosso (Sindifrigo), Paulo Bellincanta, a pandemia de coronavírus culminou em um cenário inédito para o mercado do boi gordo e da carne bovina.

"É diferente de qualquer coisa que a gente viveu ou aprendeu até agora. Há oscilações muito bruscas, tanto em consumo como movimentos em preços que não são naturais", conclui.