20 de outubro de 2020
Campo Grande 30º 21º

SAÚDE

Transtorno de conduta infantil; o que fazer?

Confira os sintomas e tratamentos

O Transtorno de conduta (TC) não é uma simples desobediência. Bem mais séria do que um momento de pirraça ou birra, o TC é uma das alterações mentais, ou comportamentais, mais frequentes no final da infância ou no começo da adolescência.

A principal característica é o comportamento antissocial, além de insubordinação em qualquer ambiente e furto de objetos de valor. Quando iniciado precocemente, tem grandes chances de ser acompanhado do Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH). 

Um tratamento ainda pouco utilizado nesses casos, mas que traz resultados rápidos é a utilização de filmes, que têm recurso terapêutico. A reportagem avaliou que a chamada ‘cinematerapia’, propõe uma nova intervenção psicoterápica por meio da indicação de filmes, programas e desenhos. Disponíveis tanto no cinema, quanto em canais como Sky, entre outras.

O objetivo com isso, é atingir por meio de algo próximo da criança e do jovem que hoje usa a internet, segundo a pesquisa TIC Kids, divulgada em 10 de outubro de 2016. O levantamento indica que 80% da população brasileira entre 9 e 17 anos tem acesso a internet. Há também, outros caminhos, como o tratamento em clínicas especializadas e centros de educação, é o que explica a psicopedagoga Luciana Brites.      

Seguno a profissional, outro detalhe é o fato do TDAH ser a comorbidade mais comum entre crianças com TC (43% dos casos). Além disso, os pacientes do sexo masculino correspondem por uma parcela maior das pessoas diagnosticadas com ambos os distúrbios. Vale ressaltar que o transtorno de conduta afeta meninos e meninas de maneira diferente.

O Transtorno de Conduta está ligado a fatores constitucionais e ambientais, como, por exemplo, receber cuidados materno e paterno inadequados; viver em um local com discórdias familiares; ser criado por pais agressivos e violentos; ser filho de mãe com problema mental; entre outros.

A psicoterapia familiar e individual é a principal intervenção realizada para família e para quem tem TC. O tratamento com medicamentos é indicado para quem tem TC associado a outras comorbidades como TDAH.