29 de setembro de 2020
Campo Grande 37º 20º

PROGRAMA SOCIAL

Bolsonaro corta 158 mil do Bolsa Família em meio à pandemia do coronavírus

Nordeste é a região mais castigada

Mesmo em maio a falta de trabalho, tudo paralisado, autônomos passando fome em casa, o governo de Jair Bolsonaro cortou hoje (20.março) 158.452 beneficiários do Bolsa Família, o levantamento observa apenas o mês de março. Desse total, 96.861, isso é mais de 61% dos pobres castigados são da região Nordeste. 

O Bolsa Família começou a ser desmantelado já no início da gestão de Bolsonaro.  Atualmente o número de pessoas que recebe o benefício o menor. 

No comando do Ministério da Cidadania, Onyx Lorenzonu, justificou que o corte do mês de março está relacionado a pessoas que melhoraram suas condições e desistiram do programa.  

O Bolsa Família atende famílias que vivem em situação de extrema pobreza, com renda per capita de até R$ 89 mensais, e de pobreza, com renda entre R$ 89,01 e R$ 178 mensais. Se a renda per capita for maior do que isso, a família é retirada do programa.