28 de novembro de 2020
Campo Grande 36º 23º

EM GUERRA

Maia diz que Guedes passa informação 'falsa' sobre a Economia

"Toda as vezes que não concordamos com eles, eles atacam, não querem diálogo equilibrado", disse o presidente da Câmara dos deputados

Um dia depois de um embate público na CNN Brasil, onde Jair Bolsonaro declarou guerra ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), que respondeu à altura, o deputado disparou críticas duras ao ministro da Economia, Paulo Guedes, em entrevista concedida às páginas amarelas da Revista Veja publicada nesta sexta-feira, 17 de abril. Bolsonaro também acusou hoje Maia, Doria e o STF de armar um golpe para derrubá-lo.

“Chegou ao ponto de ele [Paulo Guedes] dizer que o impacto do projeto pode ser de R$ 285 bilhões de reais. Sabe o que isso quer dizer? Queda de 100% na arrecadação do ICMS e do ISS. Se ele acha que pode ser isso, o que não será nunca, está dizendo que a crise é muito mais grave do que estamos imaginando. Ou seja: ele não é sério. Se fosse sério, não tentaria misturar a cabeça das pessoas”, disparou Rodrigo Maia .

“Toda vez que você diverge, como ocorreu em relação ao Ministério da Economia, o governo parte para o ataque. Em vez de fazerem um debate transparente e sério, o ministro (Paulo Guedes) passam informações falsas à sociedade em relação ao que deve ser a crise de estados e municípios nos próximos meses”, disse Maia à Veja.

“Da forma como Guedes faz, a impressão que dá é que ele quer impor a posição dele - e, numa democracia, isso não existe. Tínhamos uma proposta de como ajudar estados e municípios, fomos convencidos de que parte dela estava equivocada, mudamos o texto e aprovamos uma versão muito equilibrada”, continuou o presidente da Câmara.

Veja a reportagem completa da Folha de São Paulo.