26 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 17º

INTERNACIONAL | FRONTEIRA (PY)

Mato-grossense, Rogério é executado com 13 tiros na fronteira; imagens fortes

Sete tiros atingiram a cabeça, 3 tiros atingiram o braço; corpo de jovem foi achado sobre a cama

A- A+

Natural de Rondonópolis (MT), Rogério Laurete Buosi, de 26 anos, foi executado com 13 tiros de pistola 9mm noite do sábado (25.set.21) em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz divisa com Ponta Porã (MS). Um bilhete do grupo criminoso que se denomina “Justiceiros da Fronteira” foi deixado ao lado do corpo da vítima. 

Segundo o registro de ocorrência, a polícia já teria encontrado o brasileiro morto sobre um colchão, ensanguentado, no quarto de uma casa alugada em que vivia numa rua sem nome da Fração Vila Nova Cidade, do Bairro Defensores do Chaco, em Pedro Juan Caballero.

A polícia disse que a criminalística apontou a causa como traumatismo craniano encefálico produzido por disparos de arma de fogo, com perda de massa encefálica.

O rapaz foi atingido diversas vezes e seu corpo achado sobre a cama. Foto: Reprodução  O rapaz foi atingido diversas vezes e seu corpo achado sobre a cama. Foto: Reprodução  

De acordo com a polícia, 7 tiros atingiram a cabeça, 3 tiros atingiram o braço esquerdo e 1 tiro perfurou a mão esquerda; todos com orifícios de saída.

Os policiais relataram ainda que ao lado do corpo estava um bilhete com os dizeres: “Não roubar na fronteira. Ass justiceiros”.

Apesar de ser de MT, familiares de Rogério que vivem em Araçatuba (SP) estariam tentando levar o corpo do jovem para ser sepultado no interior paulista.

O caso será investigado pela polícia paraguaia. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.