20 de setembro de 2021
Campo Grande 38º 26º

ALTA NOS PREÇOS

Governo aumenta preço do gás no Brasil; R$ 100 em alguns estados, R$ 90 em MS

Com o reajuste, botijão de 13 kg passa a acumular no ano alta média de 21,9%

A- A+

A Associação Brasileira de Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) afirmou, em nota, que eventuais aumentos ou diminuições nos preços da molécula de gás natural, praticados pela Petrobras, serão integralmente repassados pelas concessionárias estaduais aos consumidores finais.

Em Mato Grosso do Sul, Segundo o Sindicato das Micro, Pequenas Empresas e Revendedores Autônomos de GLP, Gás Canalizado e Similares do Estado (Simpergasc-MS), o aumento no preço final será de R$ 4 em média. Gás sobe para R$ 90,00.  

O posicionamento ocorreu após a estatal anunciar na manhã de hoje que reajustou, no dia 1º de novembro, o preço de venda de gás natural para as distribuidoras para os contratos iniciados em janeiro de 2020 em 33% em reais por metro cúbico em relação ao preço de agosto de 2020.

Com isso, o preço médio da Petrobras às revendedoras será equivalente a R$ 33,89 por botijão de 13 kg.

Com o reajuste, o produto passa a acumular no ano variação média de 21,9%, ou R$ 6,08 por botijão. Em alguns estados do Brasil o item já custa R$ 100,00.  

O aumento ocorre porque o preço do produto está baseado no mercado internacional, ou seja, no preço do dólar. Quando a moeda estrangeira fica alta, os gastos dos consumidores brasileiros também sobem.