10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

EMPREGO CAPITAL

Microcrédito é opção para criar novas vagas e mover mercado de trabalho

Prefeitura e Funsat apostam em implantação de empréstimos, vindo de fundo de aval institucional e empresarial, para micro e pequenas empresas

De acordo com a Prefeitura Municipal de Campo Grande, que se manifestou através da Fundação Social do Trabalho (Funsat), está sendo estudada a implantação do microcrédito na Cidade Morena. Se aprovado, pode garantir menor burocracia na liberação de crédito; menores taxas de juros e representa uma facilidade para pequenos empreendedores conseguirem capital, gerando mais empregos como consequência. 

Em nota publicada pela Agência Municipal de Notícias, a viabilização de empréstimo para micro e pequenas empresas se dará através de um fundo de aval, que será fruto de parcerias firmadas com instituições financeiras, contando ainda com o fomento empresarial. 

Entre as ações da Funsat para a geração de empregos está o Programa Funsat Itinerante, que trabalha com o cadastro; encaminhamento de vagas; com orientações sobre emissão de carteira de trabalho (CTPS) e sobre habilitação do seguro-desemprego para trabalhadores pelos bairros das sete regiões da Capital. Com medidas de biossegurança e recomendações de distanciamento social, a Prefeitura voltou com as ações no mês de junho de 2020. A previsão é que o serviço continue esse ano, porém, com mudanças. 

Antes a ação era levada até eventos de parceiros, até ser feita 100% pela Funsat no ano passado, com a ajuda de outras secretarias e parceiros (SAS, Agetec, Procon/CG, GCM, Junta Militar, Sedesc, Sebrae). 

Há ainda o programa e Inclusão Social (PROINC) e o Núcleo de Ação Produtiva (NIPS), que auxiliam aos desempregados e em situação de vulnerabilidade social e econômica, sem ou pouca qualificação profissional, baixa escolaridade, mulheres vítimas de violência doméstica, egressos do sistema prisional e adolescentes aprendizes, em sua maioria cumprindo medidas socioeducativas e demais faixas etárias em suas diversas especificidades.

A Fundação ainda destaca seu trabalho em oportunizar emprego a vítimas de violência doméstica, ao lado da Secretaria de Políticas para as Mulheres, atendendo prioritariamente e de forma diferenciada, por meio de uma entrevista qualificada, com orientações pertinentes aos requisitos atualmente exigidos pelo mercado formal de trabalho.

Uma equipe de Serviço Social acolhe as mulheres, avaliam o perfil sócio econômico e curricular através de entrevista particular, onde são dadas orientações quanto à postura profissional, ética e a importância e necessidade da qualificação continuada. Para elas há vagas oferecidas especialmente, para que conquistem sua liberdade financeira.

Vale ressaltar ainda o trabalho de qualificação totalmente on-line da Fundação, através da Escola de Educação Profissional que, em 2020, ofertou trinta e um cursos, pelo programa PRONATEC – FUNSAT EAD. Através dessa iniciativa é oferecida a capacitação e, em alguns casos, indicação ao mercado de trabalho.