21 de junho de 2021
Campo Grande 28º 13º

Produção de peixes é líder em centro-oeste

A- A+

392,5 mil toneladas foi a produção total da piscicultura brasileira no ano passado, sendo que 26,3% foi localizada na região centro- peste. O principal município do Brasil, produtor, foi Sorriso (MT), com 21,5 mil toneladas. A espécie mais criada foi a tilápia, correspondendo a 43,1% da produção nacional de peixes.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), os estados de Ceará e Rio Grande do Norte concentraram em 2013, concentravam 78,7% da produção nacional de camarões, com destaque para Aracati (CE), que, com 8,1 mil toneladas, foi responsável por 23,9% do total do estado e 12,6% da produção nacional.

2.618 municípios apresentaram informações sobre os produtos da aquicultura, em todos os estados brasileiro, chegando ao valor total da produção de R$ 3,1 bilhões, sendo 66,1% da piscicultura e 25,0% de camarões.

Esses são dados da PPM (Produção da Pecuária Municipal) 2013, pesquisa divulgada anualmente pelo IBGE, que pela primeira vez investiga a aquicultura nacional, subdividida em piscicultura (criação de peixes e alevinos), carcinicultura (criação de camarões e suas larvas e pós-larvas), malacocultura (criação de ostras, vieiras e mexilhões e suas sementes) e criação de outros animais aquáticos (rãs, jacarés e outros). A introdução desta investigação na PPM é fruto de convênio firmado entre o IBGE e o Ministério da Pesca e Aquicultura (MPA) em 25 de setembro de 2013.

Informações sobre os efetivos dos rebanhos bovino, suíno, caprino, ovino, bubalino e equino, galináceos e codornas, quantidade e valor dos produtos de origem animal, como ovos, mel e leite, bem como número de vacas ordenhadas e de ovinos tosquiados para o Brasil, grandes regiões, estados, e municípios produtores também são divulgados na  pesquisa.

A partir desta edição da pesquisa, deixam de ser investigados os efetivos de asininos (jumentos), muares (mulas) e coelhos. Além do total de suínos, a pesquisa passa a divulgar o total de matrizes de suínos (fêmeas destinadas à reprodução). A variável “galos, frangas, frangos e pintos” foi eliminada, e o total de animais desta espécie passa a ser divulgada em Galináceos. O total de galinhas, destinadas à produção de ovos independente da finalidade, foi mantido.

.Em termos municipais, o maior produtor de peixes foi Sorriso, seguido de Jaguaribara (CE), com 14,6 mil toneladas e Nossa Senhora do Livramento (MT), com 14,1 mil toneladas. A espécie mais criada foi a tilápia, seguida pelo tambaqui (22,6%) e pelo grupo tambacu e tambatinga (15,4%).

Todos os estados registraram produção de alevinos (formas jovens de peixes, que são medidas em múltiplos de mil unidades) em 2013, totalizando 818,9 mil milheiros. O Paraná foi o estado com maior parcela (26,9%) e com cinco municípios nas dez primeiras posições do ranking municipal. Maringá foi o principal município produtor, com 7,3% do total nacional e 27,2% da produção paranaense.

Tayná Biazus