21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

1º caso de Zika vírus em Mato Grosso do Sul é confirmado pela Secretaria de Saúde

A- A+

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul confirmou nesta quarta-feira (30) primeiro caso de Zika vírus no Estado.

Conforme comunicado emitido pela SES, uma gestante de 21 anos, residente em Campo Grande, deu entrada em hospital não informado no dia 1 de dezembro com dor de cabeça, vermelhidão nos olhos, mal estar e manchas vermelhas na pele, mas não tinha febre. Ela foi atendida no e já está em casa.

A secretaria reforça importância do combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da Dengue, Zika vírus e Chikungunya. O governo esclarece ainda que quem apresentar os sintomas da doença deve procurar uma Unidade Básica de Saúde (UBS). 

Zika vírus e microcefalia

Em todo Brasil, segundo Ministério da Saúde, existem 2975 casos suspeitos de microcefalia causados pelo Zika vírus. Mato Grosso do Sul não está entre estados com casos suspeitos. O maior número de casos foi registrado em Pernambuco (1.153), o que representa 38,76% dos casos de todo o país. O estado foi o primeiro a identificar aumento de microcefalia no país. Em seguida, estão os estados da Paraíba (476), Bahia (271), Rio Grande do Norte (154), Sergipe (146), Ceará (134), Alagoas (129), Maranhão (94) e Piauí (51).

Dengue

Outra doença provocada pelo mosquito Aedes aegypti é dengue. Conforme boletim epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (30) pela Secretaria de Estado de Saúde até dia 19 de dezembro foram notificados 40.588 casos. Ainda segundo boletim, 16 óbitos foram causados por dengue desde início do ano em 11 municípios, dos quais Campo Grande e Dourados registraram maior número, três cada um. Há ainda três óbitos em investigação.