25 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

EDUCAÇÃO

Compreender os diferentes estilos de aprendizagem no ensino da língua inglesa

A- A+

Cada vez se torna mais importante aprender a língua mais internacional do mundo, não apenas por abertura de oportunidades, mas também para estar receptível a ajudar outras pessoas. A língua inglesa tem diferentes estilos de aprendizagem e é no ensino da mesma que deve existir a devida atenção.

Uma língua em evolução no Brasil

Infelizmente o ensino no Brasil continua abaixo das expectativas e a falta de investimento obriga as pessoas a procurar outras alternativas. Perante a realidade, deve aprender inglês por si mesmo,ou seja, deve fazer isso sozinho, pois irá entender que não só evoluirá mentalmente, como abrirá as suas portas de oportunidade.

Na verdade, é bastante importante aprender o inglês desde cedo, sendo uma língua universal e que se adapta a qualquer momento de necessidade.

Importância do inglês

Existem vários motivos para se colocar o inglês como um motivo para ser aprendido. Além do já mencionado, sendo a língua inglesa global, comunicar entre outros países e culturas é sempre importante, tanto para viagens, como para trabalho. Neste momento, já são várias as empresas que optam por contratar pessoas com a língua inglesa como língua secundária, o que aumenta as oportunidades de trabalho no Brasil.

Além disso, os diferentes tipos de linguagem nem sempre são abordados nas escolas, mas mesmo com um ensino bastante longe do ideal, a verdade é que várias universidades exigem que os testes de proficiência em inglês sejam passados com bons números, pois só assim se irão enquadrar nos critérios para inscrição em cursos de graduação ou pós-graduação.

A procura pelo programa Erasmus (intercâmbio) tem vindo a aumentar neste país, pois procuram explorar e ter conhecimento de como é viver no exterior do Brasil, mas é obrigatório ter o inglês para ser qualificado. Por isso, acaba por ser indiretamente obrigatório ter ligação direta à língua mais global do mundo.

Os diferentes estilos de inglês a ter em conta

Se é uma pessoa que gosta de ver filmes ou séries internacionais já deve ter percebido que existem diferentes estilos de inglês, onde se inclui o inglês britânico, australiano, americano e outros. 

Cada um surge com a diferença dos seus estilos e características, não só em termos de pronúncia, como de gramática e vocabulário. Por isso, torna-se importante ter a noção ao aprender inglês que há várias pronúncias, mas que todas elas estão corretas.

Em viagens pela Inglaterra ou pela América, meramente a título de exemplo, percebe-se rapidamente que existem diferenças entre regiões, mas que em nada impede de se entenderem, algo que também se pode sentir mesmo no Brasil ou em Portugal, com a língua portuguesa.

Todavia, vale salientar que o inglês e os seus diferentes estilos são inteligíveis, dando-se assim a compreensão e possível comunicação entre eles. Na hora da aprendizagem, é apenas necessário compreender as diferentes abordagens, pois a língua será sempre igual, principalmente numa aprendizagem, que abordam os padrões internacionais pelo Quadro Europeu Comum de Referência para Línguas.

Um ensino descentralizado no Brasil e a necessidade de evolução

No Brasil o ensino está longe de se tornar uma excelência, pois a educação escolar é definida em vários fatores, destacando-se a educação infantil como opcional e apenas o fundamental como obrigatório. Não existe meio termo, acabando o ensino médio por ser apenas um direito para quem procura alcançar estudos superiores.

Sendo um sistema descentralizado, cada escola é responsável pelas aprendizagens impostas e percebe-se assim que o inglês pode ou não passar pelas disciplinas abordadas, colocando os jovens brasileiros com poucas probabilidades de serem ensinados.

Ainda que os padrões sejam da responsabilidade do Ministério da Educação, nada cita uma melhoria da aprendizagem de línguas secundárias, como o inglês. De facto, vários estudos apontam para uma população muito pobre em inglês, sendo uma baixa percentagem que afirma ter estudado essa língua.

Comparativamente a Portugal, um país que obriga à aprendizagem do inglês, torna-se um desafio a evolução no Brasil, um país tão grande e com uma margem de grande escala para um turismo mais eficaz.

O turismo e a associação à linguagem global

Quando se pensa em viajar, colocam-se vários fatores em cima da mesa, tal como entender como existirá comunicação no país a visitar. Todavia, o Brasil é um país com enorme potencial, mas pouco explorado, mas também prende-se pelo limite da linguagem.

Afinal, o Brasil representa apenas 1% do turismo mundial, mas a cultura existente neste país torna tudo muito apelativo. Entre cultura, gastronomia, locais a visitar, praias e outras aventuras, tudo se pode tornar melhor quando há visão para o futuro.

O carnaval do Brasil é, por exemplo, um momento assistido por todo o mundo, mas o facto de existir conhecimento da falta de evolução na linguagem global, torna tudo mais difícil para quem quer viajar para aquele país.

O limite do turismo está associado à falta de possibilidade dos turistas serem compreendidos e terem ajuda constante, onde qualquer língua que não o português será um problema para contornar mas, a falta de evolução ao ensino, coloca o pé no travão.

Emprego internacional dispara

Quando há conhecimento das diferenças do inglês e um inglês muito bem escrito e falado, a verdade é que o emprego internacional é de fácil alcance. Os salários compatíveis com funções que obriguem ao conhecimento do inglês são, na maioria das vezes, mais interessantes, comparativamente aos salários existentes em grande parte do Brasil.

Com isso em mente, percebe-se que a constante evolução da língua poderá sempre abrir portas ao emprego internacional, mesmo que seja realizado de forma remota, como constante acontecimento entre diversos brasileiros.

Segundo fontes internacionais, os brasileiros são bastante valorizados no mercado do trabalho, pois a sua mão-de-obra é bastante valorizada por serem funcionários criativos, capazes de agir rapidamente e efetivamente profissionais. Assim sendo, abrem-se sempre janelas de oportunidade, mas o inglês será sempre um degrau a ser subido e realça-se a importância do conhecimento de uma língua secundária é extremamente importante, no presente e futuro.

As possibilidades internacionais

Em suma, as possibilidades do Brasil ser bem sucedido internacionalmente está diretamente associado à associação de uma linguagem que pode existir no ensino, como em grande escala dos países europeus.