20 de setembro de 2021
Campo Grande 38º 26º

SOLIDARIEDADE

Corrida contra o tempo: Mulher faz vakinha para não perder seus pés

A- A+

A história da Idalina Maria, de 35 anos, é para fazer qualquer pessoa sem nenhum tipo de comorbidades, parar de reclamar da vida atoa. Moradora do bairro Taveirópolis, em Campo Grande, Ida como vou chama-la, é uma mulher guerreira e precisa da sua ajuda para não perder seus pés. 

Portadora de diabetes tipo 1 desde os 13 anos de idade, ela que convive com as agulhadas já há 22 anos, esta fazendo uma vakinha online para arrecadar um dinheiro para seguir com o tratamento que demanda consultas frequentes,  exames, remédios, curativos enquanto aguardo a decisão sobre a cirurgia.

Uma luta que Ida vem enfrentando a anos, ela que faz hemodiálise há 3 anos em razão de insuficiência renal crônica, descobriu a cerca de dois anos, que a diabetes provocou a  Síndrome de Charcot (neuro artropatia grave que acomete os pés de pessoas diabéticas) e ainda ela tem múltiplas fraturas nos dois pés em decorrência dessa enfermidade. 

Ela que trava na justiça uma batalha dura já há dois anos, falou que o tratamento definitivo é cirúrgico, pois  envolve a colocação de placas de titânio. Essa cirurgia foi orçada em R$ 160 mil, isso mesmo, um valor muito alto e ela espera a decisão favorável a ela, para que o procedimento possa ser realizado.

Ida diz que precisa de ajuda, pois a família não dispõe de recursos. "Por isso, estou fazendo esta vaquinha pedindo a solidariedade dos amigos e conhecidos para custear os tratamentos de que necessito, de forma a  impedir a amputação dos meus pés", relatou.

Uma amiga de faculdade falou, "a Idalina é uma mulher muito esforçada, mesmo fazendo hemodiálise 3 vezes na semana nunca faltava a faculdade, fazia estágio também. Muito guerreira, a muito tempo ela luta contra várias doenças", disse. 

Quem quiser ajudar com qualquer valor, só acessar o link e fazer a sua doação.