10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

Erros médicos podem ter causado a morte de duas crianças em MS

A morte de duas crianças ocorridas no estado, uma em Campo Grande e outra em Ribas do Rio Pardo podem ter sido provocadas por erro médico.

Segundo a mãe da bebê de 1 anos e 3 meses, falecida no último domingo (29) no Hospital 19 de Março, no município de Ribas do Rio Pardo, a criança teria sido levada ao hospital da cidade com princípios de pneumonia . Um medicamento foi dado a criança, que foi liberada e mandava de volta para a casa. Após receber o remédio a menina piorou. Na terça-feira (24) mãe e filha voltaram ao hospital.  A criança morreu na noite de domingo, por volta das 19h30. De acordo com atestado de óbito, a causa da morte seria meningite. “Ribas não faz exame de meningite. O médico disse que evolução do quadro foi rápido por isso ocasionou meningite. A minha filha tinha todas as vacinas completas”, disse Cristielen Silva França.

O Ministério Público Estadual (MPE) do município de Ribas do Rio Pardo acionou esta semana o  Instituto de Medicina de Odontologia Legal (Imol), em Campo Grande para liberar a realização da necropsia da bebê. De acordo com presidente da Associação de Vítimas de Erro Médico, Valdemar Moraes de Souza, a promotoria  já encaminhou  ofício nº 995/2015 ao Imol, solicitando o início do procedimento. O presidente da da associação, Valdemar Moraes de Souz,  segue neste momento para Ribas do Rio pardo, onde falará com o delegado da cidade sobre o caso.  

Em Campo Grande a recém-nascida, de apenas cinco dias, faleceu na noite do último domingo (29) com suspeita de broncoaspiração, no Hospital Regional Rosa Pedrossian, em Campo Grande. De acordo com a mãe Carina Portilho, a bebê piorou  após tomar uma medicaçãoe logo em seguida foi submetida ao soro. Segundo Carina, o medicamento não teria sido aplicado por uma enfermeira padrão e sim por um técnico de enfermagem.

O pai da bebê, Wendey Portilho, registrou na tarde desta quinta-feira (3) boletim de ocorrência sobre a morte da filha.  Amanhã de manhã ele levará alguns documentos ao hospital para que seja aberta uma sindicância sobre o caso.