28 de maio de 2024
Campo Grande 12ºC

ELEIÇÕES 2022

Ex-ibope crava Lula com 44% dos votos no 1º turno das eleições 2022

Pesquisa mostra que Lula supera o total da soma de votos dos adversários

A- A+

Lula (PT) tem vantagem de 12 pontos sobre Jair Bolsonaro (PL) no 1º turno das eleições de 2022, segundo a mostra do Ipec (ex-Ibope), divulgada nesta segunda-feira (15.ago.2022). Em votos válidos, se a eleição fosse hoje, o Ipec apontou que o ex-presidente Lula seria eleito em primeiro turno com 52%. (Em breve a íntegra).

O petista tem 44% dos votos. Bolsonaro, 32%. Em 3º lugar, Ciro Gomes (PDT) detém 6% e Simone Tebet (MDB) com 2%. Essa é a 1ª pesquisa do instituto a nível nacional desde 13 de dezembro de 2021. Naquela ocasião, Lula tinha 48% das intenções, contra 21% do presidente. A íntegra da pesquisa de dezembro. 

No revés, a pesquisa revela que saltou para 57% da população brasileira que desaprova o governo Bolsonaro. Outros 37% aprovam a gestão do atual mandatário da República. Bolsonaro é o candidato com a maior rejeição entre os postulantes à Presidência da República. A pesquisa Ipec revela que 46% dos eleitores disseram que não votariam de jeito nenhum no atual presidente, enquanto 33% dizem rejeitar o ex-presidente Lula.

Terceiro colocado nas pesquisas de intenção de voto, Ciro Gomes tem 18% de rejeição, enquanto Simone Tebet, que pontuou 2% na preferência dos eleitores, é rejeitada por 6%. Além deles, 3% disseram que poderiam votar em todos os candidatos.

De acordo com a mostra, foram entrevistadas 2 mil pessoas, de modo presencial e em 130 municípios das 27 unidades da Federação, de 12 a 14 de agosto de 2022. A margem de erro é de 2 pontos percentuais em um intervalo de confiança de 95%. Está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número BR03980/2022. Custou R$ 231.156,29 e foi pago pela emissora de TV Rede Globo. Eis a íntegra dos custos. 

 

O Ipec foi criado em fevereiro de 2021 por ex-executivos do Ibope Inteligência, que encerrou suas atividades no mês anterior em razão do término de um acordo de licenciamento com a Kantar Group.

Mesmo após uma hiato de 8 meses, a agora Ipec, mostra que caso Bolsonaro consiga levar a disputa ao 2º turno, o mandatário seria derrotado pelos 51% dos votos destinados à Lula. Num eventual 2º turno, Bolsonaro mantería-se com os 35%, que sustenta nas mais variadas recentes pesquisas.  

Algumas considerações: 

Nesta segunda (15.ago), a executiva nacional do Pros resolveu retirar a candidatura de Pablo Marçal e apoiar Lula no 1º turno. A decisão já havia sido tomada em 5 de agosto, mas, na prática, passou a valer agora.

Roberto Jefferson (PTB) não teve a candidatura considerada pela pesquisa Ipec, pois o condenado do mensalão, amigo de Jair Bolsonaro, está inelegível pela Lei da Ficha Limpa até 2027.