27 de setembro de 2021
Campo Grande 34º 22º

CORONAVÍRUS

Frentistas de MS pedem à Secretário de Saúde, prioridade na vacinação

Solicitam a inclusão dos quase 7 mil trabalhadores

A- A+

A Federação Nacional dos Empregados em Postos de Serviços de Combustíveis e Derivados de Petróleo (FENEPOSPETRO) e o sindicato da categoria em Mato Grosso do Sul (SINPOSPETRO/MS) encaminharam ofício à Secretaria de Estado de Saúde de MS pedindo a inclusão dos quase 7 mil profissionais que trabalham nos postos em todo Estado,  no atendimento prioritário para a imunização contra a Covid-19.

Gilson da Silva Sá, diretor do SINPOSPETRO  e secretário de Segurança e Saúde adjunto, da FENEPOSPETRO, explicou que o pedido foi feito porque esses profissionais, especialmente os frentistas, têm contato direto com centenas de pessoas diariamente, vindos de todos os lugares do país e até do exterior. “Daí a necessidade de incluir nossa categoria na lista de profissionais prioritários para receberem a vacina”, explicou.

No ofício encaminhado ao secretário de Saúde Geraldo Resende, o representante da federação e do sindicato ressalta que “os trabalhadores em postos de combustíveis têm desempenhado um importante papel assistencial no enfrentamento da pandemia em todo o território nacional, atendendo, orientando e servindo todos os consumidores em toda nação, dada a essencialidade desta categoria, os trabalhadores em postos de combustíveis são uma categoria que encontra-se altamente exposta aos riscos de contágio por transmissão comunitária”. Ele solicita a inclusão dos quase 7 mil trabalhadores em postos de combustíveis atuantes em Mato Grosso do Sul.

O presidente do SINPOSPETRO/MS, Hélio José da Silva informou também que a entidade tem trabalhado bastante para que as medidas protetivas desses profissionais sejam respeitadas e cumpridas, evitando assim a contaminação com o vírus e outras doenças.