19 de junho de 2024
Campo Grande 22ºC

SAÚDE

Governador reinaugura o Centro de Tratamento Infantil no HRMS

Reforma realizada pela AACC/MS em parceria com o governo estadual beneficia crianças e adolescentes em tratamento contra o câncer

A- A+

Para melhorar o atendimento de 100 crianças e adolescentes em tratamento contra o câncer em Mato Grosso do Sul, a reforma do Cetohi (Centro de Tratamento Onco Hematológico Infantil), que funciona no HRMS (Hospital Regional de Mato Grosso do Sul), foi entregue hoje (20).

O governador, Eduardo Riedel, visitou o local e participou da solenidade no centro de referência no tratamento do câncer infanto-juvenil do Estado, que completa 24 anos de funcionamento.

"Este é um exemplo do poder transformador do propósito. E de como a sociedade civil pode contribuir para melhorar a saúde pública. Por isso, devemos celebrar esta conquista, a gente fica feliz por fortalecer essas relações", afirmou Riedel.

A reforma completa do Cetohi - que funciona no oitavo andar do HRMS - foi realizada pela AACC/MS (Associação dos Amigos das Crianças com Câncer) e apoiada por diversos parceiros, além do Governo do Estado, com investimento de mais de R$ 1,3 milhão.

"Nosso propósito é contribuir na melhoria do tratamento da oncologia das nossas crianças e adolescentes. Agradecemos a parceria do Governo do Estado para que isso seja possível", afirmou a presidente da AACC, Mirian Comparin Correa.

O centro de tratamento tem 20 leitos - 16 de isolamento e 4 para quimioterapia -, além de oito leitos de quimioterapia ambulatorial. Nos 24 anos de funcionamento, o Cetohi já atendeu mais de 2 mil crianças e adolescentes.

"Tínhamos uma taxa de cura de 10% e hoje está em 70%. Mas estamos buscando alcançar entre 80% e 90% de cura para os nossos pacientes. É um orgulho poder mudar este cenário. Quando o câncer infantil é tratado da maneira adequada em um local como o Cetohi, podemos oferecer a cura. Nosso desejo agora é colocar em funcionamento o primeiro serviço público de transplante de medula óssea do Estado", afirmou o oncologista pediátrico, Marcelo Souza, chefe do serviço médico do Cetohi.

HRMS

No ano passado, quando completou 26 anos de funcionamento, o HRMS recebeu mais de R$ 6,2 milhões em reformas para melhorar o atendimento médico, de média e alta complexidade, à população.

As frentes de trabalho são executadas na reforma da fachada, além da central de material esterilizado, setor de nefrologia e a construção da sala de ressonância magnética (que já foi concluída). Também foi realizada a retomada da obra da radioterapia, inclusa no PAC (Programa de Aceleração do Crescimento), do Governo Federal, com investimento de R$ 9,960 milhões na parte de infraestrutura.