19 de maio de 2024
Campo Grande 20ºC

CULTURA | MS

Governo celebra 'prazo cumprido' da Casa do Artesão e cita próximas entregas

Obra de restauração da unidade cultural custou R$ 2,5 milhões

A- A+

Foi entregue à população sul-mato-grossense na noite do domingo (19.mar.23), o prédio Casa do Artesão, em Campo Grande (MS). Há 14 meses, o prédio estava fechado para obras de restauração

Completando 100 anos de história, a edificação cultural idealizada pelo engenheiro Camilo Boni, está no cruzamento das avenidas Afonso Pena e Calógeras. 

Personalidade públicas, governador e convidados dos artistas à frente, na reinauguração da Casa do Artesão em Campo Grande (MS), no domingo  (19.mar.23). Foto: @teroqueiroz | @teatrinetv Para a noite de reinauguração, um palco foi montado no cruzamento. Geraldo Espíndola e Gabriel Sater foram as estrelas que animaram o público. Às 19h, Geraldo Espíndola abriu o show.

No prédio, mais de 800 artesãos expõem 3 mil peças de arte popular, artesanatos indígenas e produtos alimentícios típicos.

A obra de restauração da unidade custou R$ 2,5 milhões, tendo se iniciado no governo de Reinaldo Azambuja (PSDB), em 2022. A unidade passou por restauração completa, desde instalações elétricas e hidrossanitárias, a elementos arquitetônicos, banheiros, esquadrias, pintura e acessibilidade. O novo espaço pode ser visto na galeria abaixo — onde ouvimos algumas personalidades e usuários da Casa do Artesão — leia as impressões AQUI na galeria do TeatrineTV 

ENTREGA DA OBRA NO PRAZO

Assim que Eduardo Riedel (PSDB) assumiu, em 1º de janeiro de 2023, a grande apreensão dos artistas era se a obra seria entregue dentro do prazo.

O governador de Mato Grosso do Sul Eduardo Riedel e a primeira-dama Mônica Riedel assistem ao show de Gabriel Sater na entrega da obra da Casa do Artesão. Foto: @teroqueiroz | @teatrinetv  Na saída do evento, o governador reforçou à reportagem do TeatrineTV o que a Cultura pode esperar de sua gestão, no que tange a preservação de equipamentos culturais.

“Muita valorização! Mato Grosso do Sul tem uma cultura riquíssima... Fortalecê-la passa pela restauração dos nossos equipamentos como a Casa do Artesão aqui, com 100 anos. Um espaço de expressão dos nossos artesãos, são mais de 4 mil inscritos em Mato Grosso do Sul. Só aqui, 800 expõem. Então, a cultura pode esperar o meu comprometimento total, com a valorização das expressões”, apontou o governador. 

O secretário de Estado de Turismo, Esporte, Cultura e Cidadania (Setescc), Marcelo Miranda, celebrou a entrega dessa, que é a obra número 1 de sua gestão, dentro do prazo. Ele deu créditos à equipe da Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS).

“Essa obra, quando nós assumimos, já estava num processo bastante avançado, com empenho muito grande dos técnicos da Fundação de Cultura [FCMS], que trabalharam duro para que se fizesse a entrega dentro do mês do Artesão, especialmente hoje dentro do dia 19”, destacou.

 Chefe da Setescc, Marcelo Miranda, celebrou a 1º obra de sua entregue no prazo e no Dia do Artesão. Foto: @teroqueiroz | @teatrinetv

O chefe da Setescc também apontou o valor histórico da Casa do Artesão. "Esse ponto aqui é maravilhoso, eu sou encantado com esse local aqui. Até porque, a história da Casa do Artesão se confunde com a de Mato Grosso do Sul, aqui foi em 1975 que virou Casa do Artesão e nós dividimos em 1977. Essa revitalização vem para reforçar e dar destaque a esse artesanato de altíssima qualidade produzido no Estado", adicionou Miranda.

O diretor-presidente da Fundação de Cultura de MS, Max Freitas, esclareceu qual foi o trabalho da FCMS realizado nesses primeiros meses de 2023.

“Assim que nós assumimos no dia 9 [de janeiro], nós tomamos pé de toda a situação. Tive conversas com a arquiteta, que estava acompanhando todo o processo... E realmente, planejamos visando essa data importante, que é o Dia do Artesão. Nós colocamos prazo para a empreiteira que ganhou a licitação, de cumprimento, porque estava muito vago, né? Então, ao mesmo tempo que tivemos cuidado com a obra e pagamentos dentro do prazo, nós fizemos esse acompanhamento, para chegar nesse prazo de entrega”, explicou Max. 

Esse o diretor-presidente da FCMS, Max Freitas, durante uma coletiva à imprensa realizada em 18 de março, na Casa do Artesão para apresentação do prédio à sociedade. Foto: Instagram | Reprodução

Os gestores também revelaram quais serão as próximas obras entregues. Acesse o TeatrineTV e leia a reportagem completa.