01 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 19º

Governo federal deverá transferir recursos para ajudar municípios atingidos pela chuva em MS

A- A+

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB)  sobrevoou, juntamente com ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, região Sul do Estado afetada por temporais que atingiram Mato Grosso do Sul nos últimos dias. Depois, reuniram-se com representantes dos municípios  para discutirem  a recuperação das áreas atingidas pelas  chuvas .

No encontrou ficou acordado que o governo estadual enviará  seis equipes para atender a região, para iniciar trabalhos de reconstrução de estradas. Por sua vez, o Governo Federal irá, inicialmente, dar uma ajuda humanitária e, posteriormente, poderá transferir recursos para as prefeituras restabelecer os acessos. Algumas comunidades estão isoladas.

Segundo governador,  a parceria será fundamental para a recuperação da normalidade na região. “ Defesa Civil e o próprio ministro disseram que eles [Governo Federal] podem fazer transferências diretamente às prefeituras para essa emergência: para óleo diesel, para locação de equipamentos e para fortalecer o parque de máquinas”, comentou Azambuja.

Há a possibilidade de ocorrer  a substituição das pontes de madeira por de concreto. O ministro da Integração Nacional, Gilberto Occhi, afirmou que irá analisar essa possibilidade e garantiu a ajuda humanitária com doações de água potável, cestas básicas, colchões e kits de limpeza e higiene. Além disso, ele explicou que haverá um esforço conjunto de governos federal, estadual e municipais pare reconstruir pontes, estradas e proteger as famílias.  “Toda a região espera uma tréqua da chuva”, resumiu o prefeito de Amambai, Sérgio Barbosa. Uma das preocupações do chefe do Executivo municipal é com relação aos prejuízos que já ocorreram e com as colheitas, que têm início em janeiro. “Os prefeitos querem orientação da União para não entrarem em desespero. Estamos preocupados também com a dengue e outras doenças transmitidas pelo Aedes aegypti”.

Após fortes chuvas,  governo de Mato Grosso do Sul reconheceu a situação de emergência de 14 municípios. Além de pontes, diversas rodovias, galerias e dutos foram destruídos ou danificados parcialmente em Tacuru, Naviraí, Itaquiraí, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Amambai, Iguatemi, Sete Quedas, Paranhos, Caarapó, Juti, Novo Horizonte do Sul, Japorã e Eldorado.