17 de setembro de 2021
Campo Grande 35º 21º

PROCON MS

Pesquisa aponta variação de preço em 130% nos produtos da ceia de natal

A- A+

Com a aproximação das festas de fim de ano, período em que mesmo enfrentando dificuldades inúmeras famílias se esforçam em manter a tradição de preparar ceias e reunir familiares mesmo que, neste ano sejam em menor quantidade, equipe de pesquisa da Superintendência para Orientação e Defesa do Consumidor – Procon/MS, órgão da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho – Sedhast, foi a campo para verificar o comportamento dos preços de produtos que, via de regra, não podem faltar na mesa, nesta época do ano.

Visitando 10 estabelecimentos comerciais em diversos bairros da Capital, encontraram variações percentuais que vão de 0,33% até 130,11% entre os 201 artigos verificados onde apenas três não sofreram variação. Atente-se para o detalhe de que, o total verificado, são divulgados preços e variação de 123 produtos pelo fato dos outros 78 terem sido encontrados apenas um nos locais onde o Procon Estadual realizou a pesquisa.

Em se falando em variação de preços, foram verificados os valores para aquisição de azeites, bombons, congelados, grãos, farofas, conservas, frutas em calda, panettones/chocottones e bacalhau. Entre estes, a maior variação (130,11%) verificou-se em relação a farofa Yoki de 500g que está exposta a venda no supermercado Pires por R$ 6,19 e no Fort Atacadista por R$ 2,69 enquanto a menor (0,33%) está relacionada ao peru temperado assa fácil Seara cujo quilo é vendido por R$ 23,98 no Atacadão e por R$ 23,90 no Fort Atacadista. A relação dos estabelecimentos consta no fim da planilha a seguir.

Os integrantes do setor de Pesquisa estabeleceram, também, termos comparativos entre itens comercializados no ano passado (2019) e os postos à venda este ano, que apresentam as mesmas características quanto (tamanho, peso e medida), abordando 87 itens, dos quais 67 sofreram alta no período e 20 tiveram diminuição nos preços.