22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

DESAPARECIDO

Santa Casa dá alta a paciente e família diz que não foi avisada; homem está desaparecido

Homem teve Traumatismo Craniano e teria deixado o hospital ontem à tarde, sem que a família fosse comunicada

Josué Batista Nascimento, de 53 anos, foi liberado na tarde ontem (24.nov.2020) da Santa Casa de Campo Grande, após procurar o hospital sentindo dores devido a uma queda da própria altura que teve no dia 14 de novembro, na ocasião teve Trauma cranioencefálico (TCE), tratou recebeu alta, porém retornou ontem (24.nov) dizendo estar sentindo dores na cabeça. Com isso a Santa Casa o submeteu a novos exames , não encontrando nenhum agravo no quadro o hospital diz ter liberado Josué, porém a família diz que não foi comunicada da alta e que Josué não chegou em casa e está desaparecido.  

Segundo familiares, Josué tinha dificuldade de locomoção e usava fraldão, ainda assim o Hospital teria liberado sem comunicar a família. O irmão de Josué, o artista plástico, Levi Batista, entrou em contato com a reportagem e disse que parentes estão desesperados em busca de Josué e alegam que o Hospital está transferindo responsabilidade alegando que a ex-esposa de Josué teria ficado responsável de acompanhar ela na alta. A ex nega que tenha sido comunicada da alta.  

Levi Batista relatou o drama vivido há quase 24h pelos familiares. “Estão todos desesperados aqui em casa. Como o Hospital libera alguém nas condições dele? Ele teve traumatismo craniano, foi levado anteontem para lá, hoje mandaríamos uma acompanhante, mas ficamos sabendo que ele foi liberado ontem à tarde”, disse o Levi.

Conforme a família, Josué estava usando fraldão, um short jeans e teria ido ao hospital sem camisa, e desse modo teria deixado a unidade. “Ele caiu feriu a cabeça no dia 15 de novembro, depois anteontem sentiu muitas dores e foi levado às pressas, sem camisa, tudo indica que ele tenha deixado a unidade sem camisa”, observou Levi. 

O MS Notícias procurou a Santa Casa que alegou que em duas internações, em 15 de novembro e 24 de novembro quem ficou responsável pelo paciente foi a ex-esposa dele. “Ele estava em condições de receber alta, ele teve um TCE, mas um TCE é tratado e ele tinha bom quadro. No dia 24 ele retornou ao hospital referindo dores, mas após nova avaliação não foi identificada nenhuma evolução. A ex-esposa dele disse que no dia 24 viria fazer a retirada dele no hospital”, disse o hospital.

A família porém disse que é a ex-esposa é quem está a procura de Josué. “Dá outra vez sim, dessa vez em nenhum momento eles ligaram para me avisar que tinha recebido alta”, rebateu a ex-esposa do desaparecido. 

O homem segue desaparecido até a publicação desta reportagem.