25 de setembro de 2021
Campo Grande 36º 21º

VERIFICAÇÃO RÁPIDA

Site "Fui Vazado" revela quais dos seus dados pessoais já estão na rede

Cerca de 223 milhões de brasileiros tiveram dados vazados nesta semana

A- A+

O site "FuiVazado" mostra que já são públicos seus dados 'Básico':  contêm os dados básicos, como nome completo, sexo/gênero, data de nascimento, nome dos pais, estado civil; seu e-mail, o tipo do e-mail (pessoal ou corporativo), se ele se repete em outros CPFs, o peso do e-mail, o nível de entrega; seu telefone com DDD, o tipo do telefone  se ele se repete em outros CPFs, a classificação do telefone, provedor, plano, localização da linha, número da conta (somente Vivo); endereço, Bairro, Cidade, UF, CEP, tipo de endereço. Cerca de 223 milhões de brasileiros tiveram dados vazados nesta semana.  

A plataforma foi criada pelo desenvolvedor Allan Fernando, de 18 anos. De maneira simples e rápida, o site permite que o usuário verifique se dados pessoais apareceram em um dos vazamentos.

A página entrou ao ar na quinta-feira (28.jan) e ontem já estava sobrecarregada, o que fez com que ficasse instável. Para conseguir consultar as informações é preciso paciência. "Foram mais de 445 mil consultas nas últimas 24 horas", contou Moraes.

De acordo com Allan Fernando, o site apenas bate as informações fornecidas pelo usuário com os detalhes encontrados nos bancos de dados vazados. O  Fui Vazado! também não guarda as credenciais utilizadas na verificação.

Apesar de útil, logo que o site surgiu começaram as críticas e os alertas sobre outros perigos de manter uma página assim no ar. Especialistas ouvidos por Tilt divergem sobre uma ilegalidade do serviço oferecido pelo "Fui Vazado".

Segundo especialistas, devido ao número de informações reunidas no banco de dados vazado. Com CPF, nome completo, data de nascimento e telefone um golpista já pode obter um cartão de crédito fingindo ser você, por exemplo. "Tem milhões de coisas que se pode fazer. De cometer crimes no seu nome até invadir a vida privada", diz Andrea Willemin, advogada com experiência em proteção de dados. Eis o link do site.  

*Com informações do UOL.