27 de setembro de 2021
Campo Grande 34º 22º

JUSTIÇA

Vídeo: A 1 dia da 1ª audiência, mãe de Miguel convoca mais 2,8 milhões de apoiadores

"A impunidade não vai ocorrer, porque Miguel tem mãe", escreveu Mirtes Souza, que perdeu o filho ao ele cair do 9º andar quando estava aos cuidados da 1ª dama de Tamandaré (PE)

A- A+

Nesta 4ª-feira (2.nov.2020) fazem seis meses da morte do pequeno Miguel Otávio, de 5 anos, que caiu do 9º andar de um prédio de luxo no Centro do Recife na última terça-feira (2.junho.2020).  Em uma campanha com 2.812.485 assinaturas a mãe de Miguel, Mirtes Renata Souza, no site Change.org, a mãe diz que está há mais de seis meses carregando a dor e saudade. E diz estar há "Seis meses lutando por Justiça Por Miguel!".  

"Amanhã, 3 de dezembro, é um dia decisivo para que seja feita justiça por meu filho, que foi abandonado cruelmente, deixado à própria sorte naquele elevador", disse a mãe ao relembrar que deixou o filho pequeno aos cuidados da patroa dela, a primeira-dama de Tamandaré (PE), Sari Corte Real. A patroa foi presa em flagrante por homicídio culposo, quando não há intenção de matar, e solta após pagar fiança de R$ 20 mil.

Ela pede aos assinates da petição que cobra no título "1ª audiência para que #JustiçaPorMiguel aconteça!". "Publiquem amanhã em suas redes sociais a hashtag #JustiçaPorMiguel e #AbandonoTambémÉCrime para chamar a atenção de todos!", escreveu a mãe.  

A doméstica também agradeceu aos mais de 2,8 milhões de apoiadores.  "Estejam todos atentos às notícias, torcendo, lutando e orando por nós", disse.  

VEJA O VÍDEO