13 de junho de 2021
Campo Grande 25º 11º

Juiz concede adoção para casal homoafetivo em Sidrolândia

A- A+

YQmZAzMO juiz da 2ª Vara Cível, Criminal, Infância e Juventude do município, e diretor do fórum, Fernando Moreira Freitas da Silva concedeu o termo de guarda de um menino de 10 anos para um casal homoafetivo, em Sidrolândia.

De acordo com o Região News, o casal veio de Campo Grande para participar do 1º Encontro de Adoção realizado no plenário da Câmara Municipal.

Gil Alessandro Xavier e Rogério Souza, que estavam na lista de espera da adoção na Capital, tiveram aval da juíza Katy Braun do Prado, titular da Vara da Infância e Juventude, que atestou que o casal possui condições morais e afetivas para criarem uma criança.

Gil e Rogério conheceram o garoto, P.H.B na casa abrigo, onde estava há aproximadamente seis meses depois que a justiça tirou o pátrio poder da mãe e ele não conseguiu ter uma boa convivência com a avó.

A mãe tem uma leve retardamento mental, além de ser usuária de drogas. Tem outras três crianças, duas meninas estão com a avó o mais velho, V.D.M, de 14, conhecido como Neguinho, cumpre medida socioeducativa numa unidade de internação na Capital.

O juiz fez questão de anunciar a sentença de adoção, lembrando que há algum tempo vinha se empenhado para viabilizar a adoção de P.H.B. Consultou os casais de Sidrolândia que estão na lista de espera, mas ninguém manifestou interesse por se tratar de um garoto de 10 anos, uma faixa etária, para efeito de adoção em que a criança é considerada muito “velha”, supostamente já que tem “vícios” de convivência.

Recorreu também à lista nacional do Conselho Nacional de Justiça, mas não também ninguém se interessou. Depois deste preâmbulo é que o juiz surpreendeu a todos, inclusive o casal, concedendo a guarda de P.H.B, autorizando os seus pais adotivos a saírem direto da Câmara para a casa abrigo e levá-los para sua nova casa em Campo Grande.

Dany Nascimento