22 de maio de 2024
Campo Grande 24ºC

INTERIOR

Sem capacidade de conter a Dengue, prefeito chama população de 'preguiçosa' (vídeo)

Político assume que não têm veneno para combater a proliferação do mosquito na cidade

A- A+

O prefeito de Antônio João, Marcelo Pé (Progressista), ao invés de reconhecer sua incapacidade de administração para conter o avanço do mosquito Aedes aegypti no município, preferiu chamar a população de preguiçosa, por não conseguir controlar o avanço dos casos na cidade sul-mato-grossense.

Num vídeo, no mínimo bizarro que circula na internet, o político assume que a fracassada gestão da Secretaria Municipal de Saúde não tem veneno para abastecer os carros fumacês. Nas cidades bem-administradas é comum ocorrer diariamente a circulação do veículo pulverizador, que ajuda no combate ao transmissor da Dengue.  

Em razão de não ter o veneno disponível, o prefeito disse que irá adotar o combate ao “preguicê”, numa espécie de analogia jocosa contra a população.

“Devido à falta de veneno no estado e no país, não tem o tal do fumacê que o que todo mundo está pedindo. Agora nós vamos implantar o sistema do acabou a ‘preguicê’. Você, cidadão, morador de Antônio João, vai ter que levantar e ir lá no fundo e olhar como está seu quintal”, disparou.

“Fumacê não têm, porque falta veneno no país inteiro e nós instalamos o modo agora, acabou a ‘preguicê’”, insistiu o político.

No vídeo, Marcelo Pé anunciava uma campanha dia "D" de combate ao mosquito e para pedir a ajuda, optou por ofender a população. Internautas criticaram o vídeo ofensivo e pareceram pouco estimulados pelo político progressista. Veja o vídeo: