GEO AND DEVICES - POR TERO QUEIROZ

MS Notícias

quinta, 28 de maio de 2020

SUCESSÃO DOURADENSE

DEM insiste com Barbosinha e quer renúncia de Marçal, consolidado na liderança

Com tucano na dianteira, disputa já é antecipada nos bastidores e exigirá intervenção de Reinaldo Azambuja

Por: REDAÇÃO21/05/2020 às 12:33
ComentarCompartilhar
Marçal Filho e BarbosinhaMarçal Filho e BarbosinhaFoto: Wagner Guimarães

Os deputados estaduais Marçal Filho (PSDB) e José Carlos Barbosinha (DEM) estão em pré-campanha para a sucessão municipal de Dourados. Se não for encontrada uma saída consensual e a situação chegar a um contexto inevitável de confronto eleitoral, será necessária a intervenção do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) para impedir a fragmentação de suas bases no segundo maior município de Mato Grosso do Sul.

Os partidos de Marçal e Barbosinha são os principais alicerces da sustentação política e parlamentar de Azambuja. Para se lançar na
disputa o democrata não encontrou objeção no governador, mesmo sabendo que teria pela frente pretensão semelhante alimentada pelo colega de Assembleias Legislativa. Os seguidores de Barbosinha contam com uma possível desistência de Marçal, algo que não parece estar em seus planos.

Se os argumentos convencionais fracassarem e o propósito de pacificação não prosperar restará ainda uma alternativa ligeiramente
conciliadora: submeter a solução do impasse aos resultados das pesquisas eleitorais. E este é o capítulo que, nessa história, não deve interessar muito a Barbosinha – ele está perdendo para Marçal em todas as amostragens divulgadas desde o ano passado, algumas por larga margem de votos.

TODOS OS CENÁRIOS

A mais recente, realizada pela Ranking Comunicação e Pesquisas, traz o deputado tucano liderando em diferentes cenários
de disputa. Segundo dados da Ranking, se as eleições municipais fossem hoje Marçal Filho seria eleito para administrar Dourados e substituir a prefeita Délia Razuk (PR) a partir de janeiro de 2021. Com registro MS-02090/2020, a consulta foi feita com 500 pessoas entre os dias 13 e 16 de maio. A margem de erro é de 4.4% para mais ou para menos e o
índice de confiança é de 95%.

Além de Marçal, foram mencionados com pontuações de 1% para cima os deputados estaduais José Carlos Barbosinha (DEM) e Renato Câmara (MDB), a prefeita Délia Razuk (PR), o ex-prefeito e vice-governador Murilo Zauith (DEM), o secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende (PSDB), o vereador Alan Guedes (PP), o jornalista Jefferson Bezerra (PV), a vereadora Daniela Hall (PSD) e o farmacêutico Racib Harb (Novo).

Na espontânea, Marçal Filho lidera com 12,20% e é seguido por Barbosinha, com 6,60%. Délia tem 5,40%, Renato Câmara 3%, Geraldo
Resende 1,40%, Murilo Zauith 1,20% e Alan Guedes 1%. Outros nomes citados somaram 0,80% e não sabem ou não responderam 68,40%.

Na estimulada, no primeiro cenário Marçal detém a liderança com 30,20%. Em seguida aparecem: Barbosinha (17,40%), Délia (11,60%), Renato Câmara (8,80%), Racib (1,40%), Daniela Hall (1,20%), Jefferson Bezerra (1%). Os que não sabem e não responderam são 28,40%. Na estimulada, num segundo cenário e com três candidatos, Marçal tem 36,40%, Barbosinha 20,60% e Câmara 11%. Não sabem/não responderam 32%.

Na rejeição, os eleitores douradenses responderam em quem não votariam de jeito nenhum. O nome mais citado foi o da prefeita Délia,
com 25,40%. Depois vêm Renato Câmara (9,80%), Daniela (8,60%), Marçal (7%), Barbosinha (5,40%), Jefferson (2%) e Racib (1,80%). Não sabem ou não responderam 40%.

Deixe seu Comentário

TV MS

15 de maio de 2020
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma