23 de junho de 2021
Campo Grande 30º 17º

Mesmo de saída, Mano diz que ajuda em reforços do Corinthians para 2015

A- A+

As possibilidades de permanência para o próximo ano são remotas, mas Mano Menezes diz que participa das discussões sobre reforços e outros detalhes para a próxima temporada. Segundo ele, essa é uma de suas atribuições como treinador do Corinthians. Neste sábado, a equipe corintiana enfrenta o Coritiba às 21h, no Itaquerão. "Tenho contrato até 31 de dezembro. Como leram nesta semana, recebo um bom salário para ocupar esse cargo. Se recebo bem, é porque mereço e tenho um comportamento ético para tal. Vou estar no cargo até lá e vou executar todas as atribuições que o cargo pede. É assim sempre no futebol. Não é fato raro", declarou Mano Menezes na véspera do jogo. Nesse momento, cabe ao gerente de futebol Edu Gaspar o trabalho de procurar reforços para a próxima temporada. O dirigente conversa com representantes de jogadores modestos, como o volante Jonas, do Sampaio Corrêa-MA, e o lateral Fabiano e o atacante Leandro Banana, ambos da Chapecoense. Mano ainda admitiu que o tema político em reta final de Campeonato Brasileiro não contribui para o trabalho do Corinthians. O presidente Mário Gobbi, vale lembrar, já disse que a definição do treinador para 2015 ficará a cargo do próximo presidente. "Eu acho que a discussão desse assunto nessa hora não ajuda mesmo. É um assunto que pertence à direção e devem saber o que é melhor para o clube. A eleição está mantida para fevereiro e devem achar que isso é o melhor para o Corinthians. Não cabe a mim", comentou. A referência irônica do treinador sobre seus rendimentos diz respeito à divulgação de que ele tem o principal salário do futebol brasileiro na atualidade. Segundo o Blog do Perrone, Mano lidera o ranking da classe no País com R$ 633 mil por mês. UOL