24 de julho de 2024
Campo Grande 31ºC

FUTEBOL

Moradores da 'ilha de Lucas Paquetá' faturaram R$ 670 mil com apostas, diz site

Atleta é acusado de provocar cartões amarelo para 'beneficiar' colegas

A- A+

Lucas Paquetá, meio-campista da Seleção Brasileira e do West Ham, se encontra no centro de uma polêmica após ser acusado de supostamente receber cartões amarelos de forma intencional em quatro jogos da Premier League, supostamente para favorecer colegas que apostavam em seus cartões. Essas alegações surgiram a partir de uma reportagem do jornal britânico The Sun, que afirma que as apostas foram feitas a partir da Ilha de Paquetá, no Rio de Janeiro, cidade natal do jogador.

Segundo o The Sun, as apostas variaram de pequenos valores, como 7 libras (cerca de R$ 46), até 400 libras (cerca de R$ 2,6 mil). Com a confirmação dos cartões amarelos, os apostadores teriam lucrado aproximadamente 100 mil libras (quase R$ 670 mil). As partidas em questão foram contra o Leicester em 2022, e contra Aston Villa, Leeds United e Bournemouth em 2023.

Paquetá negou veementemente as acusações, afirmando sua inocência. Vale ressaltar que casos semelhantes já resultaram em punições severas para outros jogadores. O zagueiro Kynan Isaac, do Stratford Town, foi suspenso por dez anos em 2021 por apostar que receberia um cartão amarelo em um jogo da FA Cup. Além disso, o zagueiro Bradley Wood, do Lincoln City, foi afastado por seis anos em 2018 por receber intencionalmente cartões amarelos em jogos da Copa da Inglaterra.

Atualmente, Paquetá está sob investigação da Federação Inglesa, e seus advogados solicitaram mais tempo para preparar sua defesa. Enquanto isso, o jogador está concentrado nos amistosos da Seleção Brasileira em preparação para a Copa América. O desfecho desse caso pode demorar, uma vez que tanto Paquetá quanto a Federação Inglesa têm direito a apresentar seus argumentos a um Comitê Independente, cuja decisão poderá ser objeto de recurso. Uma sentença final pode levar mais de um ano para ser anunciada, e Paquetá enfrenta o risco de uma punição severa, podendo até ser banido do futebol, caso seja considerado culpado.