04 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 21º

Minotauro ensina técnicas aos policiais das operações especiais de Campo Grande

A- A+

O lutador de MMA Rodrigo Minotauro esteve nessa manhã na sede do Bope (Batalhão de Operações Especiais) para conhecer o trabalho dos policiais que envolvem em sua rotina treinos de artes marciais. Tanto o Bope quanto o batalhão de choque tem desenvolvido essa nova estratégia para usar dela no momento em que operar situações como rebeliões, resgate de reféns e repressão a grandes delitos. O objetivo é deixar de usara violência e armas, e usar a luta corporal, além de preparar o policial psicologicamente. Minotauro explica que a os treinos das lutas marciais misturados aos treinos convencionais é bastante importante, pois da confiança ao policial. “Na hora do confronto o policial terá mais confiança. Ele vai dominar sem machucar”. O atleta lembrou que no Bope do Rio de Janeiro ele fez alguns trabalhos e até hoje o grupo segue implantando as artes marciais nos treinamentos.Minotauro está em Campo Grande apresentando nessa noite um workshop com o tema “Superação”. No workshop ele repassa às pessoas os obstáculos vencidos por lutadores como o Cigano e a importância de ser persistente e não desistir. O lutador também fala sobre a sua vida, e como se tornou um exemplo ao superar na infância um grave acidente ao ser atropelado por um caminhão, ficando quatro dias em coma e um ano internado. A presença nessa manhã na sede do Bope de Campo Grande foi a convite do Coronel Luis Antônio Sá Braga. Para ele, a visita é avaliada em duas questões principais. A primeira é ter um nome conhecido mundialmente, além da história de superação, dedicação e de virtudes importantes que Minotauro passa. A outra é inserir a luta nos treinos. “Hoje cerca de 300 policiais fazem parte do Batalhão de Choque e do Batalhão de Operações Especiais. Essa visita estimula os policiais e da condições físicas e psicológicas a eles”. Durante a visita os policiais presentes puderam compartilhar os ensinamentos de Minotauro. O atleta ensinou alguns golpes, domínios e como agir. Futuro: Minotauro está parado há sete meses e pretende ainda esse ano irá voltar aos octógonos, porém, não deixou nada confirmado. Até o final de 2014 será aberta uma filial da rede de academias Team Nogueira, sendo essa a de número 30. “Está em andamento ainda, é bastante papelada, isso demora um pouco, mas Campo Grande também terá a academia”. Quanto a aposentadoria, o lutador já tem planos para abandonar o esporte. "Acredito que em dois anos eu pare de competir". Apesar de sua aposentadoria estar meio encaminhada, Minotauro repassa àqueles que estão começando para não desistirem, por maior que sejam as dificuldades. " Não desistam, sigam em frente, mesmo que a situação seja para parar. A determinação vale e muito". Tayná Biazus