16 de abril de 2024
Campo Grande 24ºC

Vasco bate Botafogo por 4 a 2 em jogo movimentado

A- A+

O Vasco venceu o decisivo clássico com o Botafogo e complicou a vida do rival no Campeonato Carioca. Neste domingo, o Gigante da Colina ganhou de virada por 4 a 2, no Estádio Nilton Santos, pela 9ª rodada, e pulou para o G4 do Estadual.

O clássico tinha contornos decisivos para os dois lados, de olho nas semifinais do Carioca. O Botafogo iniciou a rodada na quarta colocação, com um ponto na frente do Vasco. O Gigante da Colina deu prova de força e ficou mais perto da fase decisiva, além de complicar a vida do rival.

Agora, o Botafogo, com 14 pontos, está fora da zona de classificação para a semifinal ocupa o quinto lugar e ainda tem mais um clássico pela frente, contra o Fluminense, na última rodada. O Fogão, assim, fica pressionado no Estadual perto de jogos decisivos pela Libertadores.

Já o Vasco, agora com 16 pontos, está na terceira colocação. O Nova Iguaçu, que tem 15 pontos, ainda joga na rodada e pode ultrapassar os cruzmaltinos. O Gigante da Colina não tem mais clássicos pela frente no Carioca vai enfrentar Volta Redonda e Portuguesa-RJ e depende apenas de si para se classificar para a semifinal.

O Botafogo, agora, tem um compromisso importante pela Copa Libertadores. O Fogão abre o duelo com o Aurora, da Bolívia, pela fase preliminar do torneio. O jogo de ida é nesta quarta-feira, às 21h30 (horário de Brasília), fora de casa.

O próximo compromisso do Botafogo pelo Campeonato Carioca é contra o Audax, sábado, às 16h (de Brasília), em Bacaxá. Já o Vasco enfrenta o Volta Redonda, também no sábado, às 17h30 (de Brasília), no Kleber Andrade, em Cariacica.

O JOGO

O técnico Tiago Nunes, mesmo perto da estreia na Libertadores, escalou força máxima e promoveu a estreia do lateral-direito uruguaio Damián Suárez no Botafogo. Do lado do Vasco, Ramón Díaz recorreu a Rojas e Maicon para formar o trio de zaga com Léo. Medel e João Victor cumpriram suspensão no clássico.

O Fogão marcou logo aos 2 minutos. Pela esquerda, Victor Sá tocou para Tchê Tchê. O volante, então, deu um bolão para o atacante. Ele chutou na saída do goleiro Léo Jardim e fez 1 a 0. O VAR, contudo, apontou impedimento e anulou o gol.

O Botafogo respondeu aos 9 minutos. Tiquinho Soares arriscou de fora da área. A bola foi por cima, com perigo. Já Eduardo não errou o alvo. Aos 20 minutos, ele tocou para Tiquinho, que ajeitou para o companheiro. O meia caprichou na finalização e fez um bonito gol no Nilton Santos: 1 a 0.

O Vasco empatou aos 28 minutos. Payet recebeu na entrada da área e deu um bolão, de trivela, para Galdames na área. Ele bateu, Gatito defendeu parcialmente, quase que em uma dividida, mas Galdames ficou com a bola e marcou: 1 a 1.

O clássico, então, ficou equilibrado. Até pelo contorno decisivo do clássico, as duas equipes continuaram buscando o ataque. Contudo, faltou acertar o passe ou cruzamento decisivo ou mais capricho na finalização. Assim, o primeiro tempo terminou 1 a 1.

No segundo tempo, aos 20 minutos, Gatito acionou Hugo. O lateral-esquerdo não dominou bem e foi surpreendido por Paulo Henrique, que roubou a bola e tocou na frente. Hugo, então, agarrou o rival na área. Pênalti. Vegetti bateu e fez 3 a 1. Foi o primeiro gol dele na temporada.

O Botafogo sentiu o golpe e o Vasco tratou de ampliar. Aos 37 minutos, após cruzamento da direita, Vegetti desviou e acertou o travessão. A bola bateu nas costas de Gatito Fernández e entrou: 4 a 1.

Léo Jardim apareceu bem na finalização de Victor Sá. O goleiro nada pôde fazer na sequência. Após cobrança de escanteio, Eduardo pegou o rebote e emendou uma bicicleta: golaço no Estádio Nilton Santos. Léo Jardim espalmou finalização de Hugo na sequência. O Vasco conseguiu uma vitória importante no Nilton Santos.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 X 4 VASCO

Campeonato Carioca 2024 Nona rodada

Data: 18/02/2024, às 16h (de Brasília)

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães
Assistentes: Rodrigo Figueiredo Henrique Corrêa e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha
VAR: Rodrigo Nunes de Sá

Gols: Eduardo, 20'/1ºT (1-0); Galdames, 28'/1ºT (1-1); Lucas Piton, 0'/2ºT (1-2); Vegetti, 22'/2ºT (1-3); Vegetti, 37'/2ºT (1-4); e Eduardo, 40'/2ºT (2-4)

Cartão Amarelo: Danilo Barbosa, Junior Santos e Tchê Tchê (BOT); Ramón Díaz, Galdames, Paulo Henrique e Pumita Rodríguez (VAS)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Damián Suárez (Mateo Ponte, 16'/2ºT), Lucas Halter, Alexander Barboza e Hugo; Danilo Barbosa (Marlon Freitas, 16'/2ºT), Tchê Tchê (Kauê, 41'/2ºT) e Eduardo; Savarino (Junior Santos, 25'/2ºT), Victor Sá (Emerson Urso, 41'/2ºT) e Tiquinho Soares. Técnico: Tiago Nunes

VASCO: Léo Jardim; Rojas, Maicon e Léo; Paulo Henrique (Puma Rodríguez, 31'/2ºT), Zé Gabriel (Praxedes, 31'/2ºT), Galdames (Lucas Eduardo, 41'/2ºT), Payet (Mateus Carvalho, 25'/2ºT) e Lucas Piton; David (Adson, 31'/2ºT) e Vegetti. Técnico: Ramón Díaz

Fonte: Esportes