27 de fevereiro de 2024
Campo Grande 31ºC
vertice ipv- segov

AMPLAVISÃO

2024: Retrospecto ruim desanima MDB

2024: Retrospecto ruim desanima MDB

DEU CHABÚ: Badalado no início campanha, o candidato a deputado federal Carlos Bernardo (MDB) decepcionou (31 mil votos) Apesar do gasto com a estrutura de campanha errou nas alianças e estratégias. O empresário da fronteira, ignorou as regras que norteiam um projeto político. As vezes só dinheiro não basta. E ele, para ou continua?

REPENSAR: Como tudo na vida, essa atitude também é necessária na política. Para os  observadores o MDB errou nos últimos pleitos cedendo espaço  ao PSDB, seu antigo aliado, hoje protagonista. Ao fazer a recente ‘mea culpa’, o ex-candidato Puccinelli que obteve 17,18% dos votos ao Governo, hoje só faz barulho jogou a toalha em definitivo.

VEJAMOS: Em 2016 o MDB detinha 17 prefeituras e em 2020 perdeu 10. O PSDB pulou de 36 cidades para 37. O DEM saltou de 3 para 14. O PSD de uma para 4. O PP saiu de zero para 3. O Podemos pulou de zero para duas. O PSOl saiu de zero para uma. Patriota manteve as três. O PTB manteve uma. PDT caiu de 2 para uma. PMN, PSC, PSL ficaram sem nenhuma. PSB caiu de 5 para 4. PL recuou de 8 para 7.

DETALHES:  O PSDB também foi o campeão de votos em 2020: mais de 350 mil votos contra mais de 276 mil votos do PSD – 150 mil votos do MDB – 122 mil votos do DEM – 73 mil votos do PSL – 66 mil votos do PP – 60 mil votos do PT - Avante 56 mil votos. Naquela eleição PT e Avante, não elegeram nenhum prefeito no MS.

RETRATO 3X4: Confira o desempenho dos candidatos a Câmara Federal do MDB em 2022: Waldemir Moka 36.718 votos, Carlos Bernardo 31.669, dr. Antônio Cruz 12.392, Lourdes Monteiro 10.188, Laudimir Munareto 7.297, Marisa Rocha 2.695, Tatão 1.864, Professora Zu 1.506 e Coronel Cátia 1.012 votos. Nenhum deles foi eleito.

VOTAÇÃO dos candidatos do MDB a deputado estadual: Jr. Mochi 26.108 votos, Renato Câmara 17.756, Marcio Fernandes 16.111, Diogo Bossay 12.326, Dr. Gabriel 9.448, Loester 8.931, Izauri Macedo 7870, Flávio Barbosa 7.532, dra. Maria José 5.908, Simone Xucra 4.371, Vanderlei Cabeludo 3.483 votos.

CONTINUA: Toshio Sakai 3.452, dr. Augusto Cruz 3.296, George Takimoto 3.191 votos, Fabiano Reis 1.566, Wilma Lara 1554, Raquel Gonçalves 893, professora Leila 787, Simone Lopes 612, Isa Santos 588, Américo Nicolati 585, Cintia Pereira 566, Hector 405, Zé Carlos da Maçã 395 votos.  

AÇÕES & DEPUTADOS: Paulo Corrêa (PSDB): empenhado no Censo Cadastral Previdenciário dos servidores da Alems e presente nas sessões. Marcio Fernandes (MDB): experiente, escolhido líder do ‘bloco denominado ‘Grupo dos 10’ ; Criador da Frente Parlamentar do Agronegócio e Frente Parlamentar de Defesa dos Animais será presidente de ambas. João Henrique (PL): criticou a cassação do mandato de Rafael Tavares; acusou falta de recebimento de parte das emendas parlamentares; anunciou o Bloco dos Conservadores junto com Rafael Tavares e Lídio Lopes. Rafael Tavares (PRTB): confirmou recurso ao TSE da decisão que cassou seu mandato pelo TRE. Lucas de Lima (PDT): é sua a proposição prevendo transporte coletivo gratuito aos candidatos inscritos em provas do Enem e de vestibulares.  Junior Mochi (MDB): coautor de projeto alterando o regimento interno e reorganiza o formato das sessões; apoia o projeto de concessão de recursos `as entidades assistenciais. Roberto Hashioka (União): pede duplicação da MS 141 entre Angélica e Ivinhema e de Ivinhema até a Usina Adecoagro no sentido Naviraí ambas com extensão total de 32 kms; outra indicação sugere que as novas rodovias estaduais tenham 12 metros de largura, dos quais 7 destinados a pista de rolamento e 2,5 de cada lado, destinados ao acostamento. Hoje as rodovias têm apenas 9 metros de largura.

LONDRES MACHADO:  Seu discurso com sua voz em tom moderado conseguiu a proeza de silenciar todo o plenário atento. Com sua simplicidade objetiva, mas sem demagogia, Londres recebeu afago de colegas ao definir as funções do parlamento e seu propósito de colaborar não só com o Governo, mas com o futuro do Estado. Foi aplaudido e abraço pelos colegas. Um momento impar, incomparável nesta legislatura.

“MOURÃO não tinha por que reclamar. Depois de 40 anos encarando a boia do quartel, a vice-Presidência foi-lhe um maná. Sabe-se disso agora com a abertura do seu cartão corporativo, aquele que paga as despesas das autoridades com o nosso dinheirinho. Em 4 anos devorou R$4.195.038,16. Nada mal para quem, como vice-presidente, já tinha casa, comida, roupa lavada, serviçais, gasolina, aviões e hotéis pagos, além de 40 seguranças”. (Ruy Castro na FSP)

DEPUTADOS & AÇÕES: Pedrossian Neto (PSD): coautor de projeto que altera o regimento interno e reorganiza o formato das sessões; defendeu mais recursos públicos à assistência social com sugestões fiscais pertinentes. Neno Razuk  (PL): seu projeto obriga as empresas intermunicipais de transporte de passageiros a disponibilizarem assentos às crianças próximos a de seus responsáveis nas viagens.  Amarildo Cruz (PT); escolhido para o cargo de líder da bancada do PT; elogiou a escolha de Londres Machado para a liderança do Governo na Casa.  Zeca do PT: quer destinar 30% do Fundersul para e melhorar vias de acessos as aldeias, quilombolas e comunidades excluídas; sugere Frente Parlamentar para acompanhar as obras e tratativas da Rota Bioceânica.  Lia Nogueira (PSDB): defendeu uma CPI para investigar a Missão Caiuá em Dourados e a indicação da Sanesul para fornecimento de água nas aldeias. Antonio Vaz: é seu projeto de campanha de Conscientização ‘Não Hodgkin’ contra o aumento de câncer linfático; pede investimentos na polícia de Cassilândia. Zé Teixeira (PSDB): vigilante das condições das rodovias e pontes nesta época que antecede a safra agrícola, sempre ouvindo as lideranças rurais do interior.

BLOCOS PARLAMENTARES:  Após as conversas de bastidores deputados definiram suas posições. Denominado de ‘G 10’ esse bloco terá o MDB, PP, PL, PSD, Podemos e Republicanos. O líder será Marcio Fernandes, o vice Neno Razuk.  Londres Machado, Antônio Vaz, Cel David, Gerson Claro, Pedrossian Neto e Rinaldo Modesto os demais.

E MAIS... Destaque para o segundo bloco partidário integrado por deputados do PSDB, PDT e União Brasil, com Jamil Name (PSDB) escolhido como líder e tendo Lia Nogueira (PSDB) como vice líder. Já o PT optou em não se vincular a outras legendas enquanto Lídio Lopes (Patriotas), João Henrique (PL) e Rafael Tavares (PRTB) criaram o ‘Bloco dos Conservadores’.

OBSERVAÇÕES: A formação de blocos é pratica comum nos parlamentos visando influenciar na composição das vagas nas chamadas comissões temáticas e do colégio de líderes. Anote-se que a contemplação das vagas depende da proporcionalidade partidária, onde as siglas maiores ou os blocos, ganham prioridade na escolha de cargos desejados e também das vagas majoritárias nas chamadas comissões permanentes.

NA ASSEMBLEIA: Mara Caseiro (PSDB): seu projeto garante direitos as mulheres  na rede pública e privada de saúde por perda gestacional e neonatal; escolhida presidente da Escola Legislativa. Pedro Kemp (PT): coautor de projeto que altera o regimento interno e reorganiza o formato das sessões; pede disponibilidade de mais vagas no ensino fundamental/infantil em escolas públicas. Lídio Lopes (Patri): autor da proposição proibindo a retenção de macas em hospitais públicos e privados, clínicas e congêneres. Professor Rinaldo (Podemos): Abordou na tribuna os aspectos da violência contra crianças; centralizará ações para dotar as escolas do ensino médio de ar condicionado.   Jamilson Name (PSDB): é seu o projeto contra o uso e comercio do MMS (Mineral Miracle Solution – Solução Mineral Milagrosa) prejudicial aos autistas; pede recuperação da via de acesso ao Assentamento Uirapuru em Nioaque. Renato Câmara (MDB): Elogiou a escolha de Londres Machado para líder do Governo, enaltecendo sua capacidade de dialogar nas questões mais delicadas. João Mato Grosso (PSDB): atento ao regimento interno, muito solicitado pelos colegas com os quais tem bom trânsito. Fiel ao Governo, é consciente da missão parlamentar.

PILULAS DIGITAIS:

Nunca fumei maconha, bebi álcool ou usei daime, só Biotônico Fontoura. (Marina Silva)

Bolsonaro foi parar na Flórida porque ciscou para fora. Lula está no Planalto porque ciscou para dentro. (Élio Gaspari)

Grandes governos são os que mudam o futuro, não os que tentam mudar o passado. (Roberto Brant)

Demorou - mas Puccinelli  ‘encaminhou’ o filho ‘Juninho’ na vida. (no Bar do Zé)

O dinheiro é a mais violenta das invenções humanas. (Millôr)

Dilma vai ensacar o vento no ‘BRICS’? (na internet)

Beto Pereira fez gol contra ao assistir o Flamengo no Marrocos. (no Bar do Zé)

Nada pior do que ser hipocondríaco num país que não tem remédio. ( Luiz F. Veríssimo)

Padrasto quebra madeira nas costas de enteado de 8 anos; mãe assiste (vídeo)
CAMPO GRANDE (MS)
há 40 minutos

Padrasto quebra madeira nas costas de enteado de 8 anos; mãe assiste (vídeo)

Dormindo, Luan é morto a golpes de faca e pauladas pelo ex da 'ficante'
INTERIOR
há 1 hora

Dormindo, Luan é morto a golpes de faca e pauladas pelo ex da 'ficante'

TCE-MS é referência na adequação à nova Lei Geral de Proteção de Dados
NOVA LEGISLAÇÃO
há 20 horas

TCE-MS é referência na adequação à nova Lei Geral de Proteção de Dados

Em janeiro, MS alcança receita de US$ 461,4 milhões em exportação
ECONOMIA
há 21 horas

Em janeiro, MS alcança receita de US$ 461,4 milhões em exportação

7 estratégias para transformar conteúdos de Reels em crescimento no Instagram
COMUNICAÇÃO
há 21 horas

7 estratégias para transformar conteúdos de Reels em crescimento no Instagram

Popó nocauteia Bambam em 36 segundos e ex-BBB leva R$ 6 milhões
'LUTA DO SÉCULO'
há 1 dia

Popó nocauteia Bambam em 36 segundos e ex-BBB leva R$ 6 milhões