21 de abril de 2021
Campo Grande 32º 18º

AJUDA NEGADA

Deputados tentam socorrer pequenos agricultores, mas Bolsonaro veta quase todo o texto

Além de agricultores, poderiam ter acesso os empreendedores familiares, os pescadores, os extrativistas, os silvicultores e os aquicultores, presidente negou o benefício

A- A+

Com a maior parte de seus dispositivos vetados, o Projeto de Lei 735/20, do deputado EnioVerri (PT-PR) e outros, concedeu aos agricultores familiares um benefício especial e recursos para fomento da atividade, além de prorrogação de condições para o pagamento de dívidas. Trechos do projeto com menor impacto foram transformados na Lei Assis Carvalho

Além de agricultores, poderiam ter acesso os empreendedores familiares, os pescadores, os extrativistas, os silvicultores e os aquicultores.

Aquele que não tivesse recebido o auxílio emergencial poderia receber do governo federal o total de R$ 3 mil por meio de cinco parcelas de R$ 600,00.

Para estimular a produção, o projeto criava o Fomento Emergencial de Inclusão Produtiva Rural em valor de R$ 2,5 mil por unidade familiar.

Fonte: Agência Câmara de Notícias