14 de junho de 2021
Campo Grande 27º 13º

Navegabilidade do rio Paraguai é avaliada por técnicos

A- A+

Técnicos do Itti (Instituto Tecnológico de Transportes e Infraestrutura), da UFPR (Universidade Federal do Paraná), iniciaram hoje uma vistoria em cerca de 700 quilômetros do Rio Paraguai, no trecho que corta o município de Corumbá – distante 444 quilômetros de Campo Grande – e Cáceres, no estado vizinho, Mato Grosso, na qual avaliaram as condições de navegação da hidrovia. De acordo com o Agrodebate, o  trabalho faz parte do estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental  da hidrovia do rio Paraguai, que está sendo realizado pela entidade a pedido da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária , do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes , que pretende ampliar o transporte de cargas pela hidroviária, desafogando o modal rodoviário em Mato Grosso do Sul. Engenheiros civis e cartógrafos fazem parte da equipe e percorrem por  cerca de duas semanas, até o dia 20 de novembro, o chamado tramo norte da hidrovia para complementar a batimetria, a medicação da profundidade do canal do rio, para avaliar a possibilidade de navegação. Também será realizada pela equipe a medição dos sedimentos nas áreas mais críticas de navegação, que representam no mínimo dez pontos, além da instalação de marcos geodésicos, essencial para avaliar a necessidade de dragagem do rio para melhorar a navegação e o transporte de cargas. A viagem foi definida em reunião com o 6º Comando do Distrito Naval, de Corumbá, que assegura apoio logístico a equipe do ITTI. Essa será a segunda campanha realizada em parceria com a Marinha. Tayná Biazus