31 de outubro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Lanús elimina o Libertad e se classifica para a final da Copa Sul-Americana

A Copa Sul-Americana terá um campeão inédito. O título de 2013 será disputado a partir da semana entre Ponte Preta e Lanús, da Argentina, que nesta quinta-feira carimbou a vaga na final em casa ao repetir o placar do jogo de ida e derrotar o Libertad, do Paraguai, por 2 a 1.

Após conquistar a vitória fora de casa, o Lanús começou a partida tranquilo e esperou o adversário demonstrar qual postura adotaria para, só assim, começar a atacar. A tarefa ficou mais fácil quando Diego González abriu o placar, aos 12 minutos de jogo. Depois, a partida ficou violenta e cheia de faltas. Nenhum dos times conseguiu criar e o jogo só voltou a ficar movimentado no começo do segundo tempo.

Aos oito minutos o Libertad igualou com Jorge Gonzalez, que cobrou falta da entrada da área, a bola desviou e enganou o goleiro. O empate deu ânimos aos paraguaios. Passou a ser necessário somente um gol para levar a decisão da vaga para os pênaltis. O ânimo, porém acabou logo. Cinco minutos depois a defesa se descuidou, deu espaço para um contra-ataque e cometeu pênalti. Goltz cobrou e recolocou o Lanús na frente. O Libertad tentou ir para o ataque de forma desesperada, mas pouco criou. Já os argentinos gastaram o tempo e esperaram os espaços aparecer para levar perigo nos contra-ataques. No fim, aos 42 minutos, Pasquini ainda acertou a trave.

O time do Lanús tem como principal jogador o atacante uruguaio Santiago Silva, que passou pelo Corinthians e recentemente atuou pelo Boca Juniors. Do clube de La Bombonera também veio o atual técnico, Guillermo Barros Schelotto, campeão da Libertadores como meia em 2000 e 2003. A campanha consistente da equipe grená conta ainda com a eliminação em cima do River Plate nas quartas de final, fora de casa, com a vitória por 3 a 1 em pleno Monumental de Núñez.

Será a segunda vez que o Lanús vai a uma decisão de torneio sul-americano contra algum clube brasileiro. Pela Copa Conmebol de 1997, a última final em que o clube argentino participou, o adversário foi o Atlético-MG, que levou a melhor e foi o campeão. Na história da Sul-Americana será a terceira disputa de título entre brasileiros e argentinos. Nas duas anteriores, o Brasil levou a melhor. O Inter bateu o Estudiantes em 2008 e no ano passado, o São Paulo levou a melhor contra o Tigre.

Ao contrário dessas duas oportunidades, a finalíssima será em território argentino. O primeiro jogo da decisão será na próxima quarta-feira, no Pacaembu. A volta está marcada para o dia 11, no estádio Ciudad de Lanús, na Grande Buenos Aires.

Agência Brasil