17 de abril de 2024
Campo Grande 21ºC

MORTE PRECOCE

Augusto morre aos 29 anos com diagnóstico de neurotoxoplasmose

Jovem foi internado em 14 de janeiro

A- A+

Augusto Galhardo Gonçalves, de 29 anos, morreu na 2ª feira (26.fev.24), após um mês internado no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, em Campo Grande (MS).

Segundo informado, o jovem tratava suposto diagnóstico de neurotoxoplasmose – lesões cerebrais provocadas pelo protozoário ‘Toxoplasma Gondii’. 

Augusto foi internado em 14 de janeiro e a família fez campanhas nas redes sociais pedindo doação de sangue para o jovem. 

A faculdade, em Aquidauana, onde Augusto formou-se em zootecnia, emitiu nota de pesar.

Confira na íntegra:

“É com imenso pesar que comunicamos o falecimento do Zootecnista Augusto Galhardo Gonçalves, egresso do nosso Curso, no final da tarde de 26 de fevereiro de 2024, no Hospital Universitário Maria Aparecida Pedrossian, onde estava internando desde o dia 14 de janeiro. O Curso de Zootecnia, por meio de sua Coordenação, docentes, funcionários e alunos, lamenta esta perda e deseja que os familiares, amigos e colegas sejam confortados pelo amor Divino e que tenham força e paz para passarem por esse momento de dor. Sem dúvida, Augusto deixará uma grande saudade em nossos corações”.

NEUROTOXOPLASMOSE

De acordo com a ciência moderna, o organismo unicelular e microscópico que provoca a doença que teria vitimado Augusto, pode ser encontrado em água ou alimentos contaminados. Também de uma das zoonoses (doenças transmitidas por animais) mais comuns em todo o mundo. Também pode ser transmitido de mãe para bebê durante a gestação.

Nas pessoas com imunidade comprometida, a doença é causada na maioria das vezes pela reativação do protozoário que já havia sido adquirido em algum momento da vida e estava latente no organismo.

A fase aguda da infecção tem cura, mas o parasita persiste por toda a vida da pessoa e pode se manifestar ou não em outros momentos, com diferentes tipos de sintomas. Quanto à infecção crônica, a taxa de incidência é baixa até os cinco anos de idade e começa a aumentar a partir dos 20.

A neurotoxoplasmose pode causar diversos sintomas neurológicos, como perda de força em alguma parte do corpo, dificuldade para caminhar, confusão mental, sonolência ou coma.

Eis detalhes oficiais sobre a doença: