25 de maio de 2024
Campo Grande 13ºC

APOSTAS | ONLINE

Jogos online em Portugal têm aumento de 23,6% ano a ano

A- A+

Segundo o Serviço de Regulação e Inspeção de Jogos de Turismo de Portugal (SRIJ), os jogos online tiveram um aumento de 23,6% em suas receitas no primeiro trimestre de 2022 se comparado com 2021. Ao olhar para os dados angariados, o regulador português percebeu que as receitas dos três meses até o fim de março totalizaram 158,6 milhões de euros – mais do que os 128,3 milhões de euros visto no período correspondente de 2021.

Os cassinos online viram um rendimento total de €80,9 milhões neste trimestre (37,6% a mais do que os €58,8 milhões vistos no mesmo período de 2021). Já as apostas esportivas apresentaram uma receita de €77,7 milhões, 11,8% maior do que os dados comparativos. Na observação dos gastos dos jogadores, também foi percebido um aumento considerável em uma das modalidades. No total, entre janeiro e março deste ano foram apostados €2,21 bilhões em cassinos online – um crescimento de 7,3% ano a ano. Porém, nas apostas esportivas o número caiu em 12,8%, para €369,4 milhões.

Isso indica que os cassinos online estão ganhando cada vez mais o coração dos portugueses, como já vêm fazendo por aqui. Nos sites das operadoras, qualquer um pode se divertir com centenas de jogos em diversas modalidades, como a roleta, blackjack, poker, máquinas caça-níqueis, e até mesmo opções tipicamente brasileiras, como o bingo e jogo do bicho. As plataformas ainda oferecem bônus de boas vindas e promoções periódicas para os clientes, com o objetivo de os estimularem, e de ajudar aqueles que não querem gastar muito a economizar durante o jogo.

ENTENDENDO OS NÚMEROS

Ao dissecar os hábitos de jogo dos clientes das operadoras de jogatina, o SRIJ descobriu que, do valor total apostado em cassinos online, 78,1% foram nas modalidades de caça-níqueis, 8,8% na roleta francesa e 5,1% no blackjack. Já nas apostas esportivas, o futebol ganhou destaque – isso porque 69,9% de todas as apostas online foram feitas no esporte. O restante fica para o basquete e o tênis (12,4% para cada esporte) e 5,3% se repartem por outros esportes.

No primeiro trimestre, também se destacou a abertura de mais 215.600 contas novas em sites de jogos de azar. O número é 34,6% menor do que as aberturas de conta feitas ano passado. Já no final do primeiro tri, 118.900 pessoas se autoexcluíram (bloquearam as suas contas) de todas as formas de jogo virtual regulamentado no país.

Vale ressaltar que, segundo o SRIJ, mais de 71 sites que estavam operando sem aprovação foram completamente bloqueados do sistema, enquanto 82 plataformas precisaram interromper suas atividades em território português.

Quanto aos estabelecimentos físicos, houve uma leve queda em sua popularidade: a receita do trimestre nesses locais caiu em 7,2% em relação ao ano anterior, para €53,9 milhões. Deste número, as máquinas de jogos foram responsáveis pela maior fatia: €43,9 milhões, o que representa 81,4% das receitas do período. O valor restante foi atribuído aos jogos de mesa (9,4 milhões de euros, mais precisamente) e ao bingo e poker, que, somados, tiveram uma arrecadação de 663.950 euros.

NO BRASIL

Enquanto em Portugal a jogatina é legalizada e regulamentada, no Brasil os estabelecimentos físicos não podem atuar, e a maioria das versões online só não são proibidas porque possuem sede e licenciamento no exterior. Contudo, este cenário promete sofrer alterações com a aprovação iminente de um projeto de lei que regulamenta não só os cassinos atrelados aos resorts, como também o bingo, jogo do bicho, entre outras modalidades.

O PL já foi aprovado pela Câmara dos Deputados, e aguarda por apreciação no Senado. A expectativa é de que ele seja votado ainda este ano, após a eleição presidencial.