19 de junho de 2024
Campo Grande 26ºC

ACORDO PARCELADO

Marquinhos propõe reajuste salarial de 67,13% a professores em Campo Grande

ACP classificou a proposta como "importante"

A- A+

Os professores de Campo Grande podem receber reajuste salarial de 67,13% fracionados em 6 parcelas até outubro de 2024, essa foi a proposta do prefeito Marquinhos Trad (PSD), feita neste dia 3 de março aos educadores da Rede Municipal de Ensino. 

Trad tenta negociar com os educadores, antes de deixar a cadeira para disputar o cargo de governador.

O Sindicato Campo-grandense dos Profissionais da Educação Pública (ACP) classificou a proposta como “importante”, mas destacou que a decisão será da assembleia geral da categoria, prevista para às 17h da sexta-feira (4.mar).

De acordo com a ACP, Trad não acatou a sugestão de reajuste de 33,24% em 3 parcelas, todas a serem reajustadas em 2022.

A sugestão que saiu da Assembleia, segundo o ACP, foi de a prefeitura reajustar 5% em março, 20,78% em maio e 5,06% em outubro deste ano.

Na proposta da prefeitura, os professores terão reajuste de 10,06% retroativo ao mês de fevereiro e 10,39% em novembro deste ano. Marquinhos propôs mais quatro reajustes de 11,67% a serem concedidos em maio e outubro de 2023 e nos mesmos meses de 2024. Com as correções, ao longo de três anos, os professores terão acumulado aumento de 89,85% nos salários.

“Observa-se que a proposta do Executivo Municipal supera o solicitado pela ACP, quando em assembleia solicita a reposição dos anos de 2020 e 2021 que perfaz 14,58% (4,52% e 10,06%) enquanto somente nesse ano o Executivo propõe 20,45%”, explicou Marquinhos. 

Com os dois reajustes previstos para este ano, de 10,06% em fevereiro e de 10,39% em novembro, o magistério vai ter reajuste de 21,49%. Não vai repor o aumento do piso, mas será muito superior a inflação acumulada nos últimos dois anos, de 4,52% em 2020 e de 10,06% em 2021.

Em vídeo gravado, o presidente da ACP, Lucílio Nobre, disse ser "importante a nova proposta feita pelo município". Veja a íntegra da fala dele: