01 de dezembro de 2021
Campo Grande 32º 19º

DOAÇÃO

Santa Casa realizou a 32ª captação de órgãos e tecidos em 2020

A- A+

A Organização de Procura de Órgãos (OPO) da Santa Casa de Campo Grande realizou a 32ª captação de órgãos e tecidos do ano de 2020 no final da manhã desta quarta-feira (18). Na ocasião, foram captados rins e córneas de uma paciente que evoluiu para morte encefálica após o rompimento de um aneurisma cerebral. Até a data de hoje foram registradas a doação de 80 órgãos, muitos deles implantados em pacientes do hospital.

Vítima de uma hemorragia subaracnoidea (HSA) - uma variação de aneurisma, a paciente possuía um comprometimento neurológico grave, que levou à disfunção cerebral de forma rápida, sem que as equipes pudessem reverter o caso através de intervenção cirúrgica. “O aneurisma pode ser causado por diversos fatores, por isso é preciso evitar o tabagismo e estar sempre controlando a pressão arterial. Em caso de histórico familiar em parentes de primeiro grau, deve-se procurar um médico para investigação e tratamento”, alertou o neurocirurgião Dr. Newton Moreira.

Com a doação, um dos rins foi encaminhado por voo comercial a Goiânia/GO para uma receptora que aguardava na fila por transplante há anos. O outro rim ficou no hospital e foi implantado em uma paciente que há quatro anos fazia tratamento no serviço de Diálise da Santa Casa. Além disto, as córneas foram levadas ao Banco de Olhos “Anjos da Visão” para serem analisadas e, posteriormente, usadas para procedimentos cirúrgicos.

O procedimento de captação dos órgãos foi conduzido pelo médico urologista Dr. Adriano Lyrio e o responsável pela implantação do rim na receptora foi o também médico urologista da instituição, Dr. Eduardo Arruda. Ambos procedimentos contaram com a participação de médicos anestesistas, enfermeiros, técnicos e demais profissionais do centro cirúrgico.  

Indicadores

Em 2020, de janeiro até outubro, 95 pacientes tiveram morte encefálica na Santa Casa, sendo que dessas, 27 famílias recusaram a doação de órgãos e outras 29 autorizaram. A OPO da Santa Casa também coordena os processos de doação de órgãos em Três Lagoas e Dourados que juntas somaram, neste mesmo período, 90 notificações de morte encefálica e dos potenciais doadores, apenas 16 famílias autorizaram a doação.

Na Santa Casa, dos 32 pacientes que tiveram órgãos captados no ano, foram 58 rins, 17 fígados, quatro corações e um pulmão.